Você viu?
Descrição de chapéu casamento

Casal freta avião para se casar com cem convidados a bordo na Índia

Noivos são investigados pelas autoridades do país por burlar lockdown

Avião da companhia  SpiceJet
Avião da companhia SpiceJet - AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um casal de indianos alugou um Boeing 737 para realizar o casamento no ar com mais de cem convidados para escapar das restrições da pandemia de coronavírus na Índia, no domingo (23). Com mais de 300 mil mortos por Covid, o país restringiu festas de casamento e outros eventos sociais.

O voo da companhia da SpiceJet decolou de Madurai e o casal se casou enquanto a aeronave estava no ar por cerca de duas horas, segundo o jornal The Times of Índia. Eles completaram os rituais quando o avião sobrevoava o templo Meenakshi Amman, antes de retornar a Madurai.

O vídeo do casamento postado nas redes sociais mostra o casal e convidados felizes na festa. Segundo Rakesh e Dakshina, todos os convidados haviam feito teste para a doença e tiveram resultado negativo para Covid. Tamil Nadu, de onde partiu o voo, e muitos outros estados estão sob estrito bloqueio para evitar a disseminação da Covid.

A SpiceJet informou que não tinha conhecimento sobre a cerimônia e que os noivos foram avisados das restrições para conter o avanço da Covid. A companhia aérea diz que seu Boeing 737 foi reservado por um agente de viagens para um "passeio alegre pós-casamento" e que todos os convidados foram informados sobre as normas a serem seguidas e não tiveram permissão para realizar qualquer atividade a bordo.

“A aprovação deste voo foi tomada como uma alegria para o grupo de casamento. O agente e os passageiros convidados foram informados em detalhes, tanto por escrito quanto verbalmente, sobre o distanciamento social e as normas de segurança a serem seguidas de acordo com as diretrizes da Covid no aeroporto e a bordo da aeronave durante a viagem”, informou a companhia aérea.

Apesar dos repetidos pedidos e lembretes, os passageiros não seguiram as diretrizes da Covid e a companhia aérea está tomando as medidas adequadas de acordo com as regras ”, disse um porta-voz da SpiceJet.

O Departamento do governo indiano responsável pela aviação civil anunciou que irá conduzir investigações sobre o episódio e instruiu a companhia área a apresentar queixa contra os passageiros que não obedeceram às regras.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem