Você viu?
Descrição de chapéu América Latina

Cidade de Chota se prepara para receber debate da eleição do Peru

Pedro Castillo e Keiko Fujimori se enfrentam pelo 2° turno presidencial

Pedro Castillo e Keiko Fujimori - Sebastian Castaneda/Reuters e AFP
São Paulo

Após um primeiro turno disputado, no qual a candidata Keiko Fujimori obteve o segundo lugar por uma margem apertada, a cidade de Chota vai receber o próximo debate da eleição presidencial no Peru.

O distrito de pouco mais de 48 mil habitantes foi escolhido para sediar o evento porque está localizado na província de Cajamarca, onde Pedro Castillo, 51, nome que concorre pelo partido Peru Livre, nasceu.

Ao consentir com o convite para o debate, Keiko, filha do autocrata peruano Alberto Fujimori, disse que "aceita o reto de Pedro Castillo para debater em Chota". Reto, em espanhol, significa "desafio". "Mas marco hora e data: neste domingo, às 20h, para que o país todo nos veja ao vivo. Não fuja, Pedro, não fuja."

A ameaça com cara de brincadeira tem motivo: Castillo, que em janeiro contraiu Covid-19, disse nesta quinta-feira (29) ter tido problemas de saúde e, por isso, suspendeu os três atos de campanha que faria em Lima.

Militantes do partido do professor que atua numa escola rural indicaram que o candidato foi transferido a um hospital da capital peruana depois de sofrer uma "descompensação respiratória".

No Twitter, Keiko sugeriu que Castillo está fugindo ao dar desculpas e colocar condições para participar do debate e indicou que o rival quer realizar o evento em Chota no sábado (1º), e não mais no domingo.

O candidato do Peru Livre venceu o primeiro turno, em 11 de abril, após obter 18,92% dos votos. Keiko veio em seguida, com 13,40%, numa disputa muito fragmentada que envolveu ao todo 18 concorrentes.

O segundo turno está marcado para 6 de junho, e Castillo, de acordo com as pesquisas mais recentes, será eleito com uma margem ampla, entre 12 e 20 pontos percentuais.

O Peru, que vive um período de intensa crise política, já teve quatro presidentes apenas durante este mandato, que começou com a eleição de Pedro Pablo Kuczynski, mais conhecido como PPK.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem