Você viu?

Milionário é obrigado a demolir mansão avaliada em R$ 345 milhões por irregularidades

Dono da propriedade se recusa a demolir e acumula multas

Chateau Diter
Chateau Diter - Instagram/#chateauditer
São Paulo

A Justiça francesa determinou a demolição do Château Diter, na Riviera Francesa, que pertence ao milionário britânico Patrick Diter e a sua mulher, Monica, por irregularidades durante a construção da mansão, avaliada em R$ 345 milhões.

A mansão foi construída entre os anos de 2000 e 2011, de acordo com o jornal francês Le Monde. O casarão possui 18 suítes, dois helicópteros, uma piscina e jardins bem cuidados. O jornal The Guardian afirma que a casa foi construída sem permissão e em uma área florestal protegida. Ao longo dos anos, os proprietários fizeram reformas e expansões sem as devidas autorizações.

A propriedade possui quase 10 quilômetros quadrados e foi apelidada de Chateau Diter. Um grupo de vizinhos já havia levado Diter ao tribunal, em 2009, ao afirmar que "o frenesi de construção tinha que parar", segundo o portal Daily Mail. Os vizinhos reclamavam do barulho ao longo dos anos e receberam danos em dinheiro depois que a propriedade foi alugada para fazer filmes e casamentos.

Em 2019, a Justiça considerou que o Castelo Diter foi construído ilegalmente e, por isso, determinou a demolição do Chateau Diter em um prazo de 18 meses, informou o boletim Airmail. O proprietário foi multado em quase R$ 3 milhões, mais um adicional de cerca de R$ 3.000, por dia, se não fosse demolido.

Quase dois anos depois da determinação de demolição, Patrick Diter mantém sua propriedade luxosa, com várias multas acumuladas, e ainda espera reverter a situação. "Esta decisão não é o epílogo deste caso", disse o advogado de Diter, Philippe Soussi, de acordo com o Airmail.

"Mesmo a ideia de demolir o Castelo Diter, que é uma obra-prima arquitetônica, é inimaginável e tola. Vamos lutar para evitar isso". Nas audiências de 2016 e 2017, porém, Diter admitiu que se esqueceu de pedir uma licença de construção para a casa e ignorou as liminares para suspender a construção.

O Chateau Diter era palco para festas que já chegaram a atrair 2.000 convidados, que circulavam de carro e helicóptero. A mansão tem um sistema de som que conta com 132 alto-falantes distribuídos pelo terreno. Além disso, a propriedade pode abrigar até 36 pessoas, e oferece vários salões, biblioteca, lareira no estilo do século 15 e uma sala de degustação de vinhos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem