Você viu?
Descrição de chapéu BBC News Brasil

O mistério dos corpos encontrados em mala revelada em vídeo viral no TikTok

Jessie e Austin: os corpos na mala do vídeo viral que o TikTok não quer tirar do ar
Jessie e Austin: os corpos na mala do vídeo viral que o TikTok não quer tirar do ar - BBC

Um vídeo exibido na plataforma TikTok e visto por milhões de pessoas em todo o mundo levantou questionamentos sobre o direito à privacidade nos Estados Unidos.

Em junho, dois corpos foram encontrados em malas por adolescentes em uma praia de Seattle, nos Estados Unidos. Eles gravaram a descoberta em vídeo e o subiram para a plataforma TikTok. As imagens rapidamente viralizaram.

Dentro das malas, estavam os corpos de Jessica Lewis, de 35 anos, e Austin Wenner, de 27 anos. Agora, a tia de Jessica quer que o vídeo seja removido, o que provocou um amplo debate sobre violação de privacidade.

Em entrevista exclusiva à BBC, Gina Jaschke falou sobre sua sobrinha e argumentou que o vídeo deve ser removido do aplicativo. No entanto, a TikTok discorda, alegando que não viola suas diretrizes.

A polícia de Seattle abriu uma investigação para apurar o assassinato e está apelando ao público para obter informações.

POLÊMICA

Em junho, três adolescentes estavam fazendo vídeos do TikTok em uma praia em Seattle quando fizeram uma descoberta chocante.

Enquanto socializavam no calçadão, eles viram que havia um par de malas nas rochas. Ao abri-las, encontraram dois cadáveres.

Os adolescentes subiram o vídeo para a plataforma TikTok, que rapidamente se tornou viral. Logo, a notícia se espalhou pelo mundo. A gravação já tem mais de 5 milhões de curtidas.

Nas imagens, os adolescentes se mostram intrigados com o que há dentro das malas. Em seguida, uma das malas é mostrada aberta e uma das meninas aparece ligando para a polícia devido ao cheiro forte exalado de dentro do objeto. Não há imagens dos corpos.

Os corpos foram posteriormente revelados como pertencentes a Jessica (Jessie) Lewis, de 35 anos, e seu companheiro Austin (Cash) Wenner, de 27 anos.

Jessica era mãe de quatro filhos, e suas famílias estão oferecendo uma recompensa de US$ 10 mil para quem puder fornecer informações sobre o assassinato, diz o jornal The Metro.

Os corpos estavam cravejados de balas, e a polícia de Seattle abriu uma investigação para apurar o assassinato em junho. As autoridades estão agora apelando ao público para obter mais informações.

Em entrevista à BBC, a tia de Jessica revela que deseja desesperadamente que o vídeo do TikTok seja removido. Gina Jaschke diz: "Esse vídeo se tornou viral e não há nada que possamos fazer para mudar isso". Em seguida, diz querer agradecer às crianças que encontraram os corpos, porque sem eles, as famílias nunca saberiam que aconteceu com Jessica e Austin.

No entanto, explica por que gostaria de que o vídeo fosse removido."Naquele momento, pensei que eles (TikTok) tomariam a decisão mais acertada. Que esses corpos que foram encontrados nessas sacolas, nessas malas, que cheiravam horrivelmente, que eles tinham rostos agora que podiam ver. E esses rostos pertenciam a pessoas. E pensei que eles também saberiam se tratar de pessoas. E eles o removeriam por respeito."

No entanto, o vídeo ainda permanece no TikTok, e o site de mídia social argumentou que ele não viola suas diretrizes "porque não incluiu imagens dos restos mortais".

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem