Você viu?

Policiais civis cantam e dançam 'Baby Shark' para colher digital de criança autista em Goiás

Menino de dois anos precisou ser acalmado no processo para tirar RG

Policiais cantam e dançam "Baby Shark" para acalmar menino na hora de tirar RG
Policiais cantam e dançam "Baby Shark" para acalmar menino na hora de tirar RG - Reprodução
São Paulo

Policiais civis usaram uma tática bastante diferente para conseguir colher a digital de uma criança autista de dois anos que tirava a carteira de identidade em Goiânia. Eles fizeram uma espécie de coro da música “Baby Shark” para conseguir convencer o menino a fazer o registro. 

A brincadeira foi gravada em vídeo e divulgada em redes sociais, mostrando os policiais e outras pessoas cantando ao redor do garoto. Em entrevista ao Jornal Anhanguera, da afiliada Globo, um dos policiais afirmou que teve a ideia por ter uma filha de quatro anos em casa. 

Já a mãe do menino, Lorena Ramos disse que “o menino não fala, tem dificuldade de desenvolvimento pessoal, várias estereotipias e dificuldade de socialização. Ele se enquadra no nível dois moderado. Não gosta de ser tocado, principalmente por pessoas desconhecidas”. 

“Fiquei imensamente surpresa com a atenção prestada a nós por parte dos policiais civis. Foi uma abordagem tão tranquila, com total atenção e paciência que cedeu a barreira entre eles e a criança”, completou a mãe.

A canção “Baby Shark”, que conta a história de uma família de tubarões, entrou para o Billboard Hot 100 na 32ª posição, em janeiro deste ano. No YouTube, o vídeo do “Baby Shark Dance” tem mais de 3,4 bilhões de visualizações.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem