Você viu?

Empresário bilionário age fora da lei e manda rebocar carros que param na porta de sua mansão

Entrada de sua residência dá para lances de escada

O bilionário Noam Gottesman
O bilionário Noam Gottesman - Reprodução
São Paulo

Noam Gottesman, 58, um empresário inglês bilionário, está bloqueando uma vaga pública de carros em Manhattan, Nova York. Ele colocou um aviso de "não estacione" na porta de sua mansão e manda rebocar carros que tentam burlar a regra.

Segundo reportagem do jornal Daily News, os vizinhos estão enfurecidos com o empresário que conseguiu criar uma vaga permanente em uma das ruas mais cobiçadas da West Village, em Nova York, a Washington Street. 

O Departamento de Edifícios da cidade informou ao jornal americano que ele conseguiu "dar um jeitinho" aprovando uma garagem que não existe. O caso já sendo analisado pela prefeitura da cidade e, como ainda não foi decidido, ele não tem o direito de mandar retirar os carros.

“Os planos para o projeto [da casa] não mostram vagas no meio-fio, e o proprietário não fez essa solicitação durante o processo, conforme necessário. Além disso, não consta a informação no atual certificado de ocupação do prédio”, afirmou o Joe Soldevere, porta-voz do Departamento.

Mesmo assim, os funcionários de Gottesman receberam a ordem de expulsar quem pare na vaga. Um repórter do jornal Daily News tentou estacionar e surgiu um homem em segundos. "Você será rebocado", disse ele, apontando para as palavras amarelas na porta preta atrás dele, que estava aberta o suficiente para revelar um conjunto de escadas que levavam a um patamar da varanda.

Perguntado se a residência era uma garagem, ele respondeu: “Sim, é ... Nós rebocamos as pessoas imediatamente. Eu sinto muito."

Portão da casa do empresário na Washington Street, 777
Portão da casa do empresário na Washington Street, 777 - Reprodução/Google Maps

O vizinho Eyal Levin conta que estacionou no local em um ato de desafio e depois encontrou seu Toyota Camry prateado rebocado. Levou horas para Levin rastrear seu carro no Queens, e ele precisou pagar US$ 201 (cerca de R$ 750) para recuperá-lo.

Levin, de 52 anos, brigou com o segurança de Gottesman por, pelo menos três anos. "É tudo uma farsa ... Ele não tem um maldito estacionamento", disse Levin. “Disse para eles que se mostrasse uma entrada de automóveis, eu retirava o meu carro". Ele insistiu e seu carro foi rebocado por uma empresa privada.

O vizinho ainda se deparou com uma multa em seu para brisa. E o mais estranho é que a notificação não não constava no banco de dados da cidade até que Levin tentou recorrer à cobrança. O Departamento de Finanças da cidade acabou descartando a multa porque o policial não preencheu todos os campos corretamente, disse ele. 

A Polícia de Nova York confirmou à reportagem do jornal americano que a multa foi feita por um de seus policiais que passava pela rua, quando foi acionado por um dos funcionários do empresário.

A empresa de reboque, Kwik Automotive, confirmou que levou o carro de Levin depois de receber um telefonema e uma atendente afirmou é proibido retirar um veículo sem que a polícia tenha aplicado uma multa antes. "É ilegal rebocarmos um carro sem multa", disse uma mulher que atendeu o telefone.

Segundo a Forbes, Gottesman tem uma fortuna de US$ 2,7 bilhões (mais de R$ trilhão). Ele comprou a propriedade em 2008 por US$ 35 milhões (mais de R$ 130 milhões) e construiu sua casa a partir do zero. Ele fez sua fortuna com um fundo de investimentos e é dono da maior empresa de alimentos congelados da Europa. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias