Você viu?

Ursos polares invadem vila russa e autoridades locais declaram estado de emergência

Animais são vistos vagando tranquilamente pela cidade

Em Belushya Guba, 52 ursos polares foram contados, procurando comida em lixões locais
Em Belushya Guba, 52 ursos polares foram contados, procurando comida em lixões locais - The Sun/Reprodução

São Paulo

As autoridades russas declararam estado de emergência no arquipélago Novaya Zemlya depois da invasão de ursos polares uma cidade, conforme informações divulgadas pelo The Sun. Cerca de 50 animais cercam a cidade e estão entrando em casas e prédios.

Os moradores foram avisados, no entanto, que se atirassem em espécies ameaçadas de extinção serão processados.

As pessoas estão "com medo de sair" e "a vida cotidiana está turbulenta", disse o vice-chefe da administração local, Aleksandr Minayev, segundo a publicação. "Os pais estão cautelosos em deixar as crianças irem para escolas e creches."

O principal foco está na cidade de Belushya Guba, onde 52 ursos polares foram contados, procurando comida em lixões locais e vagando pelo assentamento, descreve o site.

"Estou em Novaya Zemlya desde 1983, mas nunca vi uma invasão maciça de ursos polares", disse o chefe da administração local, Zigansha Musin.

De acordo com ele, os animais estão "literalmente perseguindo pessoas e até mesmo entrando em prédios residenciais".

Eles perderam o medo das pessoas e não têm mais medo de tiros sendo disparados no ar, relatou The Siberian Times.

A população da cidade é de pouco menos de 2.000 pessoas e é o principal assentamento permanente em Novaya Zemlya. O arquipélago no Ártico foi usado pela URSS para testes nucleares.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem