Você viu?

Pau de selfie pode ser proibido em locais com mais de cem pessoas no Rio

Projeto de lei do vereador Zico (PTB) descreve bastão como potencial arma e atrativo para ladrões

Foliões tiram foto com "pau de selfie" durante desfile do bloco "Tarado Ni Você"  na avenida Ipiranga com a Avenida São João, no centro de São Paulo
Foliões tiram foto com "pau de selfie" durante desfile do bloco "Tarado Ni Você" na avenida Ipiranga com a Avenida São João, no centro de São Paulo - Folhapress

São Paulo

Um projeto de lei está ameaçando o uso do pau de selfie no Rio de Janeiro. O texto do vereador Zico (PTB) propõe proibir o equipamento em estádios e em espetáculos com mais de cem pessoas.

A justificativa é a de que o bastão de mão seria considerado uma potencial arma em situação de brigas. "Sem contar que a ostentação do celular no bastão atrairá o ladrão e mais insegurança para quem está por perto", acrescenta o PL 762/2018, publicado em março.

"Acreditando que é melhor prevenir do que remediar vamos deixar o utensílio para ser utilizado em reuniões familiares e de amigos quando, certamente, a sua utilização será somente para o lazer", escreveu o vereador, pleiteando o apoio dos colegas.

Estabelecimentos e organizadores que descumprirem a lei estarão sujeitos a multa no valor de R$ 5 mil, e em dobro nos casos de reincidência. A proposta ainda precisa ser aprovada e sancionada pelo prefeito Marcelo Crivella (PRB). 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem