Você viu?

Selfie após acidente de trem choca italianos

Um artigo no jornal La Stampa falou em um "câncer que corrói a internet"

Homem tirou selfie enquanto mulher acidentada era atendida em estação de trem em Piacenza
Homem tirou selfie enquanto mulher acidentada era atendida em estação de trem em Piacenza - Ansa/Giorgio Lambri/Quotidiano Liberta
Descrição de chapéu BBC News Brasil

Quando uma mulher canadense foi atropelada por um trem no norte da Itália, ficando gravemente ferida, equipes de resgate logo correram para socorrê-la nos trilhos. Mas, enquanto tratavam a vítima, um homem tomou outra ação imediata: tirar uma selfie na frente da cena do resgate, o que gerou uma revolta que ultrapassou em muito a cidade de Piacenza, local do fato.

Enquanto fazia sua imagem, o homem foi retratado por um fotógrafo profissional, que posteriormente se manifestou sobre o episódio afirmando que "perdemos completamente o nosso senso ético". Policiais abordaram o homem de roupas brancas que tirava a selfie, forçando-o a deletar a foto. Ele foi investigado, mas tudo indica que sua ação não configura um crime.

Enquanto isso, a mulher acidentada foi levada para o hospital e teve uma perna amputada. O caso ocorreu no fim de maio.

REPERCUSSÃO

A imagem do homem tirando a selfie foi reproduzida em muitas capas de jornais e nas redes sociais. Segundo o jornal Corriere della Sera, o homem parecia estar fazendo um sinal de "V de vitória" com uma das mãos, enquanto a outra segurava o celular.

Um artigo no jornal La Stampa falou em um "câncer que corrói a internet" ao tratar do caso. A autora, Antonella Boralevi, argumentou que o jovem não era uma má pessoa, mas teve sua alma e personalidade convertidas para tornar-se um "autômato" da internet.

O âncora de uma estação de rádio italiana, Nicola Savino, afirmou que o episódio era um indicativo de que a humanidade estava "caminhando em direção à extinção".

Giorgio Lambri, que fotografou o homem da selfie em 26 de maio, escreveu sobre sua experiência no jornal Liberta, no domingo. O texto trouxe como título "A barbárie que você não espera: a 'selfie' em frente a uma tragédia". Ele também escreveu sobre o episódio no Facebook, iniciando pela famosa frase "Houston, we've had a problem".

Lambri avisou às autoridades sobre o ocorrido, o que levou à identificação do homem de roupa branca.
O que continua incerto é o que exatamente ocorreu no acidente. Segundo alguns testemunhos, o sistema de controle do fechamento de portas do trem teve um defeito e a mulher pode ter caído com uma abertura inesperada. Outra versão, no entanto, indica que ela pode ter corrido apressada para embarcar quando o veículo já estava em movimento.
 

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias