Você viu?

Homem passa dois dias com dentadura presa na garganta

Descrição de chapéu Agora

DO UOL

Antonio Monteiro Cantalice, de 59 anos, precisou esperar mais de 40 horas para ter uma prótese dentária retirada da garganta porque o aparelho de endoscopia do Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos (Grande SP) estava quebrado e porque o hospital Santa Marcelina, Itaquera (zona leste), se recusou a atendê-lo em razão de normas internas.

Cantalice havia improvisado o conserto da dentadura.

"Ele fez uma gambiarra com plásticos para segurar. Ele precisava tirar para comer. Mas, na terça-feira, ele tirou para colocar no bolso e não percebeu que a prótese caiu no prato. Ele acabou engolido porque nunca mastiga para comer", contou Michele Maria Cantalice, a filha.

Por volta das 14h, ele já estava no Hospital Regional.

Depois de um exame de raio-X, a médica concluiu que apenas uma endoscopia ou cirurgia poderia retirar a dentadura.

"Mas a máquina estava quebrada e não havia cirurgião", diz Michele.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem