Você viu?

Paramédica que interrompe casamento para socorrer vítimas de acidente viraliza na web

A paramédica Sarah Ray, 29, precisou interromper sua festa de casamento para socorrer vítimas de um acidente de trânsito.

A foto, tirada pela mãe da noiva, Marcy Martin, viralizou na internet. Nela, a médica aparece ainda com seu vestido de noiva.

O cenário, no entanto, não é uma igreja ou salão de festas, mas uma rodovia interditada pelo acidente.

As vítimas foram os próprios familiares da noiva —o avô, a avó e o pai, que sofreram uma colisão.

Crédito: Reprodução/Facebook/mcgtn How dedicated are you to your job? Sarah Ray, Paramedic with Montgomery County Emergency Medical Services, was photographed on her wedding night working the wreck of one of her wedding guests. Now that's dedication...she stopped to assist on the way from the wedding to the reception! Thank you, Sarah, for loving what you do! -- https://www.facebook.com/mcgtn/photos/a.168153596545128.46304.165365073490647/1213571998669944/?type=3&theater
A paramédica Sarah Ray, 29, precisou interromper sua festa de casamento para socorrer familiares vítimas de acidente.

"Nós ainda estávamos na igreja. Paul, meu marido, e eu somos paramédicos e vários dos nossos padrinhos e madrinhas também. Meu pai, avó e avô foram para a recepção e todos nós ficamos para trás. Ficamos sabendo que eles que tinham sofrido um acidente e o carro tinha sido destruído", contou a noiva ao portal "ABC News".

Ray e o marido então correram ao local do acidente para prestar socorro às vítimas. Felizmente, os familiares da noiva sofreram apenas leves escoriações.

"Eu confiei que meus colegas sabiam o que estavam fazendo. Nós só fomos até lá para checar a situação. Não importa se é o dia do seu casamento ou não."

"Nós atendemos ocorrências antes e vestindo roupas comuns. Desta vez, só aconteceu de eu estar de vestido de noiva", brinca a médica.

A cerimônia aconteceu no dia 3 de outubro, em Tennessee, nos EUA. A foto foi publicada na página da cidade de Montgomery no Facebook e teve mais de 5 mil compartilhamentos.

"Muitas pessoas têm usado a palavra 'heroína', mas eu não acho que o que fiz foi heroico. Fiz apenas o que qualquer médico faria", disse à emissora.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias