Viva Bem
Descrição de chapéu Personare casamento

Sexo no frio: saiba quais alimentos ajudam a melhorar libido no inverno

Aprenda também exercícios físicos para aumentar hormônio do prazer

Dicas de alimentos e exercícios ajudam a aumentar vontade de fazer sexo - Personare
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Roberta Struzani
personare

O frio chegou para valer em algumas cidades brasileiras. Além das alergias e doenças respiratórias típicas do inverno, as baixas temperaturas também podem causar uma diminuição da libido, principalmente nas pessoas que já andam sem apetite sexual há um tempo.

Neste artigo, confira várias dicas para fazer sexo no frio. A boa notícia é que algumas comidas e bebidas –como chocolate, vinho e temperos– podem aumentar o apetite sexual e ajudar a esquentar o clima com o par. Que esfrie o tempo, mas não o relacionamento.

Na fruteira de casa vale ter romã, fruta da juventude e símbolo da deusa Perséfone, que guarda em si os mistérios de uma beleza incomum, botando inveja até mesmo na grandiosa Afrodite.

Um estudo da universidade escocesa Queen Margaret, publicado no jornal Daily Mail, comparou as propriedades afrodisíacas deste fruto, rico em antioxidantes naturais, capazes de retardar o envelhecimento e de aumentar o desejo sexual.

Na hora de cozinhar, aposte na pimenta para esquentar o seu prato e o clima com a pessoa parceira. O tempero aumentará o débito cardíaco, ou seja, o volume de sangue que é bombeado para o coração e para o corpo.

Isso oferece mais disposição e irriga melhor a região dos genitais, promovendo mais sensibilidade e prazer. Como aperitivo, o amendoim com casca também promete esquentar a relação e o corpo no frio, já que assim como a pimenta, aumenta a circulação sanguínea, devido à vitamina B3.

O chocolate, além de combinar com os dias frios e agradar o paladar, também pode dar uma ajuda e tanto na libido. Ao ser consumido, o doce libera endorfinas, substâncias que causam sensação de prazer e ajudam a relaxar.

Em muitos casos a baixa libido é decorrente do estresse, então nada melhor que contar com a ajuda do chocolate para acalmar a ansiedade ou a irritação. Além disso, o doce ainda pode ser usado como uma brincadeira a mais no sexo no frio.

BEBIDAS AFRODISÍACAS

Para esquentar o corpo logo pela manhã ou no final da noite, experimente tomar um chá de gengibre, que pode ser preparado com uma pitada de mel. A raiz é estimulante e pode aumentar a libido.

Outra opção é preparar um chá com a planta medicinal quina ou quassia , conhecida como "pau tenente", que é rica em esteroides, flavonoides e alcaloides –princípios ativos que aumentarão a produção de testosterona e a vasodilatação na genital feminina.

Já o ginseng tem ginsenósidos, que além de estimulantes também ajudam a tonificar a musculatura vaginal. Por último, o chá de baunilha também pode ser um bom aliado, pois possui um cheiro afrodisíaco.

À noite, seja só ou acompanhado, crie o hábito de beber um gole de vinho. A bebida possui uma substância chamada resverotrol, encontrada na casca da uva roxa. Ela ajuda a aumentar a produção de estrogênio no corpo da mulher, proporcionando irrigação da região vaginal.

Isso faz com que o local fique mais lubrificado, permitindo uma maior sensibilidade e diminuindo a possibilidade de desconforto ou dor durante a relação. O estrogênio é ainda mais indicado para mulheres que estão na menopausa e, por conta disso, produzem esse hormônio em menor quantidade.

EXERCÍCIO FÍSICOS AJUDAM A AUMENTAR A LIBIDO

Além disso, o exercício físico –principalmente do tipo aeróbico– é altamente recomendado para aumentar a libido, pois gera aumento do débito cardíaco, maior irrigação da região genital feminina e produção maior de endorfina —hormônio do prazer, além de aumentar a autoestima e a autoconfiança, que costumam oferecer o incentivo que as pessoas precisam para buscar o sexo.

Para garantir ainda mais o prazer no sexo no frio, vale realizar um exercício para aumentar o metabolismo na vagina. Assim, está região será irrigada e terá mais oxigenação local e sensibilidade. Para isso, basta realizar contrações seguidas da musculatura vaginal (MAP), como se estivesse segurando o xixi.

O ideal é que a mulher contraia e relaxe essa musculatura diversas vezes seguidas, faça um intervalo e comece tudo de novo, durante cerca de um minuto ou mais, dependendo de sua saúde intima. Afinal, essa é uma musculatura pequena e pode facilmente entrar em fadiga.

Este exercício pode ser praticado alguns minutos antes da relação sexual e diariamente, para aumentar ainda mais sua libido regularmente.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem