Viva Bem

Três benefícios do Mindful Eating para controlar a fome emocional

Meditação na hora da alimentação pode prevenir sintomas do Transtorno de Ansiedade

Fome emocional
Fome emocional - Personare
Descrição de chapéu Personare
Marcelo Anselmo

A população brasileira é a que apresenta a maior taxa de Transtorno de Ansiedade Generalizada do mundo. Aproximadamente 10% dos brasileiros têm esse diagnóstico, resultando em mais de 21 milhões de pessoas com sintomas de ansiedade que podem desencadear questões como a fome emocional.

A ansiedade nos leva a inúmeros desequilíbrios no que costumo chamar de Triângulo da Dinâmica Humana, isto é, a união Mente, Corpo e Emoções, que apresenta-se em algumas manifestações como: agitação mental, perda de memória, aumento da tensão muscular, acidez estomacal, insônia, baixa tolerância às adversidades e irritação excessiva.

E a fome emocional, dentre essas manifestações, vem chamando bastante atenção da sociedade.

MINDFUL EATING PARA CONTROLAR A FOME EMOCIONAL

O Transtorno de Ansiedade faz com que tenhamos mais ânsia do futuro. Este quadro nos gera uma reação de estresse duradoura, gerando aumento do gasto energético, onde precisaremos mais de energia (alimento).

Isto é o que chamamos da fome fisiológica, que também está dentro do leque de consequências da ansiedade. Nesse contexto, você pode somar à fome fisiológica, o que intitulo de fome emocional, isto é, colocarmos na alimentação as “válvulas de escape” que todo o ser humano tem necessidade. Dessa forma, empregamos na comida nossas frustrações, angústias e desagrados.

Uma das técnicas mais simples e efetivas para a redução desta fome emocional propagada pela ansiedade é o Mindful Eating, o Comer Consciente.

Dentre diversos benefícios desta técnica, destacam-se três:

  1. Colocar a Atenção Plena na alimentação gera maior consciência do ser no ato da refeição em si. Dessa maneira, conseguimos ter a percepção se estamos comendo no piloto automático, ou seja, se alimentando muito rápido ou justamente apenas para compensar uma insatisfação;

  2. Os exercícios de percepção sensorial perante ao que estamos comendo aprofundam a conexão com o alimento, com aumento da profundidade de experiência e liberando sensações de prazer e felicidade para todo o organismo, evento que reduz o fenômeno de fome emocional.

  3. Praticar o Mindfulness, Meditação da Atenção Plena, em um plano de prevenção e/ou tratamento complementar e aliado ao Mindful Eating ajuda nosso equilíbrio emocional ao longo do dia, minimizando a irritabilidade e aumentando a tolerância comportamental, o que, por sua vez, atua diretamente na diminuição da ansiedade.

personare
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem