BBB21

BBB 21: Polícia do Rio investiga Rodolffo por racismo

Cantor comparou peruca de fantasia ao cabelo de João

Rodolffo - Fabio Rocha/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O cantor sertanejo Rodolffo , participante do BBB 21, será investigado pela Decradi ( Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), do Rio de Janeiro, pelos comentários racistas contra o participante João Luiz.

Segundo a Policia Civil, foi instaurado um procedimento para apurar o crime de preconceito racial contra o participante João. As investigações já começaram e serão analisadas imagens do reality.

João Luiz recebeu o apoio de vários artistas na madrugada desta terça-feira (6) após desabafar ao vivo sobre comentário de Rodolffo que o ofendeu. Na última edição do BBB 21 (Globo), o professor mineiro expôs para os colegas que o cantor sertanejo comparou o cabelo dele ao da peruca do Castigo do Monstro.

Uma das manifestações de apoio veio da família do ex-BBB Lucas Penteado. "João, seu cabelo é lindo", gritaram Lucas e os familiares. "O que o João está passando nós passamos todos os dias", disse o ex-BBB.

O youtuber Felipe Neto também se manifestou para dizer que o cabelo de João é lindo. "Todo cabelo é lindo. Racistas não passarão", afirmou.

"Negar e silenciar é confirmar o racismo”, escreveu Ana Paula Renault, também ex-BBB.

A comediante Dadá Coelho usou uma frase atribuída ao ator Will Smith para falar sobre o assunto. “O racismo não está piorando, apenas está sendo filmado", escreveu nas redes sociais.

Rodolffo foi acusado de racismo neste sábado (3) por diversos usuários das redes sociais após um comentário sobre João Luiz no BBB 21 (Globo). O cantor sertanejo comparou a peruca que está usando no Castigo do Monstro com o cabelo do colega de confinamento.

O professor mineiro, que chegou a chorar depois, revelou ter ficado chateado com a situação em conversa com a amiga Camilla de Lucas na despensa. "Eu estava ajudando os meninos a colocar a roupa do Monstro e aí, na hora de colocar a peruca, o Rodolffo falou assim: 'Nossa, o meu cabelo está igualzinho ao do João'", relatou.

A influenciadora disse ter percebido que João estava chateado com algo. "Sabia que era alguma coisa relacionada a isso", afirmou. João prosseguiu com a história. "Aí eu fiz assim: 'Não, não tá igual, é diferente'. Falei só isso", contou.

O Castigo do Monstro se chama "Idade da Pedra" e consiste em ficar vestido como homem das cavernas, segurar sempre um tacape. Sempre que uma música toca, os castigados (além de Rodolffo, Caio) precisam ir até uma base no gramado e ficar se movimentando até o som parar.

"Fiquei muito desconfortável e não consegui dizer que não achei legal", lamentou João. "Acho que ele nem percebeu que eu não achei legal. Foi chato, muito chato. Fiquei pensando: 'Não sou o homem das cavernas só porque meu cabelo é desse jeito'."

"Para mim dói mais que um murro na cara, é muito doido", afirmou. "Na hora que aconteceu, eu fui para um lugar na minha cabeça que eu não imaginei que eu precisaria acessar, entendeu? E ao mesmo tempo, é aquele papo que eu tive lá no quarto assim com você, eu não quero tá nesse lugar de ficar toda hora corrigindo, sabe?"

O comentário revoltou diversos internautas, que acusaram o cantor de racismo. "O cabelo do João Luiz é lindo!", comentou um deles. "Quem já sofreu racismo assim, disfarçado de piada, sabe o quanto essa agressão deixa a gente paralisado. Próximo paredão Rodolfo tem que sair com novo recorde."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem