BBB20

BBB 20: Petrix evita imprensa, e delegada diz que ele pode ser indiciado por importunação sexual

Ex-BBB prestou depoimento na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher do Rio

Petrix chega à delegacia para prestar depoimento
Petrix chega à delegacia para prestar depoimento - Beatriz Damy/AgNews
Rio de Janeiro

O ex-BBB Petrix Barbosa prestou depoimento na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. Ele foi intimado pela Polícia Civil, ainda dentro do reality global, do qual foi eliminado com 80,27% dos votos, para prestar esclarecimentos sobre um possível crime de importunação sexual contra Bianca Andrade e Flayslane, suas colegas de confinamento.

Em entrevista ao F5, a delegada titular, Gisele do Espírito Santo, disse que o ginasta estava bastante nervoso durante o depoimento, mas ressaltou que o caso ainda não está em fase de inquérito. Segundo ela, o depoimento do ex-BBB faz parte de um procedimento preliminar. As supostas vítimas também serão ouvidas. 

Gisele afirma que Bianca e Flayslane darão seus depoimentos fora da casa e diz que ainda não sabe se elas serão tiradas do reality ou se prestarão depoimento após saírem naturalmente do programa.

Diferente do que foi amplamente divulgado, Petrix pode ser enquadrado no crime de importunação sexual, que prevê pena de um a cinco anos de reclusão, e não no crime de assédio sexual.

"Importunação sexual é quando autor pratica, sem violência ou grave ameaça, gestos como apalpar seios, nádegas, ou esfrega o corpo na vitima. Se houvesse violência ou grave ameaça seria estupro", explica a delegada.

Ela disse ainda que mesmo que as supostas vítimas não queiram fazer uma representação contra Petrix, isso não impede a abertura de um inquérito, visto que esta é uma ação penal pública incondicionada (independente de manifestação da vítima).

Caso a fase preliminar aponte que Petrix seja realmente culpado, a delegada explica quais são os próximos passos: "Haverá instauração de inquérito e se o suposto autor do crime for indiciado pelo crime, o Ministério Público faz oferecimento da denúncia".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem