BBB20

BBB 20: Ana Clara e Fernanda Keulla dizem que não voltariam à casa: 'Pela saúde da minha mãe'

De volta à reportagem do reality, ex-BBBs comentam novidades da edição histórica

Montagem de Ana Clara e Fernanda Keulla
Ana Clara e Fernanda Keulla retornam à reportagem no BBB 20 - Divulgação / TV Globo
 
Jéssica Nakamura
São Paulo

Quando faltavam poucos dias para a estreia da 20ª edição do Big Brother Brasil, já era difícil controlar a ansiedade. E agora mais ainda. Que o digam Ana Clara (BBB 18) e Fernanda Keulla (BBB19), que nesta temporada dividem a reportagem da Rede BBB com Nyvi Estephan. Embora nesse primeiro momento as três tenham dividido as câmeras, com a estreia do reality elas se revezam entre os quadros e as matérias de rua. 

Para comemorar o marco de 20 temporadas, o BBB 20 estará repleto de releituras das edições anteriores, seja na decoração da casa, seja nas provas. Tudo isso para que o público possa matar as saudades dos melhores momentos do reality. 

Assumindo a função pela segunda vez, Ana Clara celebra o que ela considera um momento muito nostálgico para a história do programa. “O que eu acho muito divertido do Big Brother e que a gente pode observar em todas as edições é que o ser humano é muito imprevisível. Às vezes uma coisa que a gente acha que vai dar a maior confusão não dá tanto, e o que a gente acha que vai passar batido acaba criando um caos na casa. Só saberemos com o decorrer dos episódios”, explica.

Já Fernanda, que está na reportagem do programa pela terceira vez consecutiva, não vê a hora de poder presenciar as consequências da adição de emojis ao Queridômetro, mecanismo que avalia a aceitação do participante e que, dessa vez, poderá ser acessado pelos ‘brothers’ e ‘sisters’. A primeira vez que o Queridômetro foi usado foi nesta quinta-feira (23).

“Eu adoro treta, quero que os participantes se deem o emoji de cobra, aquele de enjoo, acho que tem que ter confusão mesmo”, provoca, relembrando os principais conflitos de sua edição. “Teve uma participante, a Aline, que fez um estardalhaço, brigava até em prova de resistência. A loucura era tamanha que o Bambam desistiu na primeira semana”, conta Fernanda.

Ana Clara, por sua vez, destaca entre as tretas memoráveis de sua edição a briga de Jaqueline com Mahmoud e o bate-boca entre Patrícia e Gleici. Mas tem algo em que as duas concordam: nenhuma delas voltaria ao confinamento nem se surgisse a oportunidade. 

“Não faria sentido voltar para a casa, eu não chegaria mais longe do que já cheguei. Eu já colhi todos os frutos que eu plantei e tenho que dar espaço para outras pessoas”, justifica Ana Clara. 

Para Fernanda, o impedimento seria a família: “Pela saúde mental da minha mãe e do meu pai, eu não entraria. Já dei muito trabalho para eles na minha edição, levei muita bronca depois que eu saí. Já vivi intensamente cada segundo, graças a Deus me tornei campeã, cumpri minha missão”, explica. “Mas que dá vontade, dá”, completa, aos risos. 

PROGRAMAÇÃO BBB

Às segundas, quartas e sextas, o Boletim BBB será apresentado nas redes oficiais 15 minutos antes do início do programa, servindo como uma espécie de aquecimento com um resumo dos últimos acontecimentos e spoilers exclusivos. Na terça-feira, após o paredão, será a vez do Bate-Papo BBB, que cobrirá no site os primeiros momentos do eliminado fora da casa. Já a quinta-feira é da Mesa-Redonda BBB, que reunirá ex-participantes e outros convidados especiais após o fim do programa para comentar sobre as provas de resistência e os novos líderes, também no site oficial.  

O público também poderá acompanhar no site a Central de Monitoramento, que reunirá os vídeos de raio-x, informações sobre os participantes e o Queridômetro, tudo com cara de rede social. Além disso, as imagens das câmeras estarão disponíveis ao vivo, 24 horas por dia, no Globoplay. O Multishow exibirá ao vivo a eliminação, às quartas-feiras, e o que rolar depois do fim do episódio, diariamente. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem