Televisão

Casal é punido em R$ 200 mil por fazer sexo cinco vezes em reality

Atitude revoltou demais participantes que foram prejudicados pela multa

Brenda e Matheus se empolgam no Brincando com Fogo Brasil
Brenda e Matheus se empolgam no Brincando com Fogo Brasil - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Atenção! Alerta de spoilier

Brenda, 24, e Matheus, 25, do Brincando com Fogo Brasil, levaram a sério o nome do reality ao estrear a suíte da atração. Eles ganharam o direito de dormir no quarto para estreitar o relacionamento, mas não poderiam ter contato físico, ou seja, sem beijo, nem sexo, sob o risco de sofrer penalidade não só para eles, mas para todos os participantes.

O clima esquentou bastante entre os dois após acontecer o primeiro beijo. O casal resolveu continuar os carinhos em uma banheira com pétalas de rosa existente no cômodo e, já na cama, quebraram a regra de não transar no reality. "Estamos no limite do limite do fogo", disse a maquiadora gaúcha em depoimento ao reality.

No outro dia, entre declarações de amor e carinhos, Matheus admitiu que não aguentava mais ficar sem sexo. "Eu estava muito necessitado. Se o homem não fizer nada, até mesmo ejacular, ele fica doente. Eu já estava entrando num estágio de doença", explicou.

Mais tarde, Lana, a assistente virtual que monitora os participantes, reuniu todos na sala para contar sobre a punição, que resultou das peripécias sexuais do casal. "Matheus e Brenda, vi em vocês o despertar de um verdadeiro romance. Mas o que fizeram na suíte é um filme para maiores de 18 anos. Vocês atingiram o limite máximo de uma multa. Querem contar para seus amigos?", perguntou.

Matheus revelou, então, que o casal havia feito sexo cinco vezes. Após a confissão, Lana informou que a multa pela falta do casal foi de R$ 200 mil, deixando o prêmio inicial que era de R$ 500 mil, e já tinha sofrido abatimento por faltas menores de diversos participantes, em R$ 188 mil.

O casal tentou se desculpar, mas os colegas de confinamento se revoltaram com a atitude deles, que acabou prejudicando os demais.

Quando a versão brasileira do reality estreou, em meados de julho, já prenunciava que seria uma edição mais intensa e envolvente, como afirmou a humorista curitibana Bruna Louise, que narra os episódios ao longo da temporada. “O Brasil não tem igual”, disse ela.

“O pessoal da gringa não sabe o que é Carnaval, micareta ou sair beijando 17 pessoas em uma noite, brasileiro é outra vibe”, afirmou Louise na ocasião.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem