Televisão

'Nazaré': saiba quem é quem na nova novela da Band

Trama é protagonizada por Carolina Loureiro, namorada de Vitor Kley

A atriz Carolina Loureiro interpreta Nazaré

A atriz Carolina Loureiro interpreta Nazaré Divulgação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Band estreia na noite desta terça-feira (18) "Nazaré", superprodução da TV portuguesa, que tem a atriz Carolina Loureiro como intérprete da personagem-título. A novela substitui "Floribella" (2005-2006), trama infantojuvenil protagonizada por Juliana Silveira, reprisada no horário.

Escrita por Sandra Santos, "Nazaré" foi líder de audiência durante sua exibição entre 2019 e 2020 pelo canal SIC. Uma nova temporada da história foi realizada e transmitida em Portugal até janeiro deste ano.

Essa é a segunda vez que a emissora brasileira exibe uma trama lusitana —em 2019, a Band transmitiu "Ouro Verde", que, por ter como principal tema a vingança, foi comparada à "Avenida Brasil" (Globo, 2012).

Na versão brasileira de "Nazaré", a música de abertura da novela será "O Sol", sucesso na voz do cantor brasileiro Vitor Kley, que é namorado da atriz Carolina Loureiro. O músico também gravou uma breve participação no folhetim.

A história se passa na vila de Nazaré, localizada no distrito de Leiria, a 99 km de distância de Lisboa, e famosa por suas ondas gigantes. A trama aborda ainda uma realidade que assola Portugal todos os verões: o drama dos incêndios e o dia a dia de quem ficou sem nada e precisa refazer a vida.

O público vai acompanhar os sacrifícios da protagonista Nazaré para ajudar a mãe, Matilde (Custódia Gallego), que sofre de um tumor cerebral. Além de trabalhar como pescadora em alto-mar, ela vende pães de chorizo feitos pela mãe para complementar a renda familiar.

Filha única, abandonada pelo pai ainda criança, Nazaré precisa de dinheiro para pagar pelo tratamento da mãe com um médico em Londres, o único especialista neste tipo de tumor. Mesmo passando por sessões de radioterapia, a doença não regride, agravando o estado de saúde de Matilde.

Para conseguir o dinheiro, a jovem se envolve em um dos esquemas de seu namorado, Toni (Afonso Pimentel). "Estou muito feliz pela novela passar neste ano no Brasil. Tanto eu quanto todo o elenco esperamos muito que todos gostem. Nazaré foi um fenômeno aqui em Portugal. Muita gente assistiu, muita gente gostou e muita gente quer mais da novela”, diz Carolina Loureiro.

VEJA QUEM É QUEM:

Nazaré (Carolina Loureiro): na infância foi abandonada pelo pai, que cometeu um homicídio. Cuida sozinha de sua mãe, Matilde, que após o episódio entrou em uma depressão profunda e foi diagnosticada com um tumor inoperável no cérebro. Desde muito cedo, a jovem habituou-se a assumir responsabilidades para conseguir pagar as contas de casa, colocar comida na mesa e comprar os remédios de sua mãe.
​É lutadora e nunca vê o lado ruim das coisas, nem quando percebe que o estado de saúde de Matilde está piorando. Seu principal objetivo é conseguir dinheiro para pagar um cirurgião em Londres, que dizem ser o único capaz de realizar o tratamento que sua mãe precisa. Para alcançar o que deseja, ela irá fazer tudo o que estiver ao seu alcance, até mesmo cometer um assalto ao lado de seu namorado, Toni.

Duarte Blanco (José Mata): jovem mimado, filho de um magnata da indústria madeireira e dono da gigante Atlântida. Sempre teve tudo o que quis e o melhor que o dinheiro pode comprar. Adora carros velozes, mulheres e nunca trabalhou um dia sequer. Vive sem compromissos, tendo um relacionamento aberto com Bárbara, que aparenta querer algo sério. Contudo, sua vida mudar quando ele conhece Nazaré. Ela será a única pessoa que o fará repensar suas decisões.

Toni Silva (Afonso Pimentel): Diferentemente da namorada, Nazaré, ele não tem muita moral e não pretende desistir da vida no crime tão cedo. Seu grande objetivo é ficar rico após dar um golpe que resolverá sua vida. Existem poucas pessoas em quem Toni confia e que conseguem convencê-lo a fazer a coisa certa, sendo um deles seu irmão, Matias (Pedro Sousa), e a própria Nazaré, sua companheira desde a escola e amor de sua vida. Ela é a única que conhece todos os seus esquemas.

Matias (Pedro Sousa): Bom rapaz e muito trabalhador. É apaixonado por Nazaré, namorada do irmão, mas prefere amar em silêncio do que tentar conquistá-la. Nunca trairia o irmão dessa maneira.

Matilde Gomes (Custódia Gallego): era uma mulher feliz até que o marido, Joaquim (Rogério Samora) , foi embora deixando-a sozinha com uma filha, Nazaré, para criar. A descoberta da traição do marido com Dolores (Carla Andrino) fez com que entrasse em um profundo estado de depressão. Alguns anos depois, foi diagnosticada com um tumor inoperável no cérebro e que não para de crescer. Matilde muda com a doença e sente que ela e a filha não mereciam todo o sofrimento pelo qual estão passando.

Joaquim Gomes (Rogério Samora): após fugir de Portugal e deixar sua família, Joaquim foi para a Espanha, onde precisou mendigar pelas ruas de Barcelona. Com o tempo, ele aprendeu a sobreviver usando seu talento artístico fazendo caricaturas em La Rambla, depois aperfeiçoando seu traço e copiando obras nos museus da cidade, tornando-se um dos falsificadores de quadros mais solicitados da Península Ibérica.
Essa ascensão lhe garantiu dinheiro e a proteção de uma quadrilha, mas ao saber que seu antigo rival morre, decide deixar tudo isso para trás e voltar para Portugal. Assim, Joaquim desaparece e deixa a quadrilha sem ninguém que o substitua. Só que escapar não é tão fácil como ele pensa e seus antigos empregadores irão fazer de tudo para localizá-lo.

Antônio Blanco (Virgílio Castelo): gerencia a empresa Atlântida com a ajuda do irmão, Félix (Albano Jerónimo). Apesar dos seus esforços para que o único filho, Duarte, se interesse pelo que irá herdar, ele está certo que esse dia está longe de chegar. Pouco antes de ir com o herdeiro para sua casa no campo, Antônio descobre que Félix planeja um incêndio de grandes proporções para comprar a madeira mais barata. Ele discute com o irmão e ameaça expô-lo e entregá-lo à polícia se ele não cancelar tudo. Mas esta discussão só vem acelerar aquilo que Félix e sua mulher, Verônica (Sandra Barata Belo), planejam há anos: conquistar o império de Antônio, mesmo que isso signifique sua morte.

Félix Blanco (Albano Jerónimo): ambicioso, invejoso, sem escrúpulos, possessivo. Qualquer um desses adjetivos pode ser usado para definir Félix, o sócio minoritário e vice-presidente da Atlântida, que é irmão de Antônio. Casou-se apaixonado por Verônica, mas ao longo dos anos a relação esfriou. Hoje em dia eles têm um relacionamento de fachada, movido pelo objetivo em comum de ter poder.
Sua fraqueza são os dois filhos: Bernardo (Guilherme Moura), com o qual não consegue lidar por serem diferentes, e Érica (Joana Aguiar), que considera uma força da natureza e rebelde, além de ser ambiciosa como o pai e linda como a mãe.

Verónica Blanco (Sandra Barata Belo): designer de móveis da Atlântida, é a esposa de Félix, mãe de Érica e Bernardo. Quando conheceu seu marido, viu que era o homem certo para ela: tinha a sua ambição e não se contentava com um segundo lugar em nada na vida. Assim como Félix, sabe que o amor que tinham um pelo outro se transformou em algo diferente: uma parceria capaz conquistar qualquer coisa. Tenta ser a melhor mãe que consegue para os seus filhos, mas entra em constantes conflitos com Érica, que herdou sua beleza, força e energia, mas infelizmente prefere prolongar a adolescência numa rebeldia sem fim. Já Bernardo foi quem lhe ensinou o que era amar sem esperar nada em troca.

Érica Blanco (Joana Aguiar): filha de Félix e Verónica e possivelmente a única jovem no mundo capaz de confundir os nervos de Luís. São rivais no surf. Ele acusa Érica de usar o dinheiro do pai para comprar as melhores pranchas. Érica tem uma relação aberta com Cris (João Maneira), e também é conhecida por organizar festas PnP (Party and Play), onde quase tudo é permitido.

Bernardo Blanco (Guilherme Moura): é o irmão mais novo de Érica e a única pessoa para quem ela olha com alguma benevolência. Diagnosticado com autismo, sempre foi protegido pela mãe, Verônica, e rejeitado pelo pai, Félix, que recusa a sua condição e o acha um inútil. É puro, tímido e ingênuo e não sabe como lidar com a maldade.

Dolores Soares (Carla Andrino): vinte anos atrás, com o seu relacionamento com Joaquim tornado público, uma menina pequena e um bebê nos braços, foi criticada e insultada publicamente. Chegou também a ser acusada de cumplicidade no homicídio do marido, Alfredo. Ficou sozinha, passou muitas necessidades, mas o fato de ter uma família para criar não a deixou ir abaixo. Chegou a passar fome para que eles pudessem comer e isso só a fez mais forte. Nunca mais quis homem. Recalcou os sentimentos por Joaquim e dedicou-se à família.

Bárbara Soares (Filipa Areosa): assim como sua mãe Dolores, é uma lutadora, mas sua ambição desmedida faz com que brigue pelas coisas erradas: dinheiro, posição social e uma vida sem esforço. Ela mostra esses traços desde pequena. Bárbara ainda não superou a morte do pai, o que a faz não respeitar sua mãe, pela qual culpa pelo adultério e vida de miséria que teve. Tem mania de grandeza, recusa-se a ajudar e despreza o irmão Luís (Filipe Matos) por não ter ambição.
Está em um relacionamento aberto com Duarte, já que o herdeiro da Atlântida não gosta de compromissos. Ela sabe que ele tem outras mulheres, mas fecha os olhos, pois está convencida de que irá ganhar o coração do rapaz definitivamente. Quando Nazaré aparece na vida de seu pretendente, ela percebe que tem um grande problema para resolver.

Luís Soares (Filipe Matos): é o absoluto contrário da irmã. Tal como a mãe, adora o campo. Embora Dolores insista para ele estudar, ele prefere ajudar na quinta e no mercado, alegando que já basta uma doutora na família. Sabe que a mãe não tem dinheiro para pagar empregados e que seria difícil cuidar de tudo sozinha.

Cris Vaz (João Maneira): está numa relação aberta com Érica Blanco e participa ativamente nas festas PnP que ela organiza. Por causa do uso de drogas, começa a ter dificuldades em sentir emoções verdadeiras.

"Nazaré"

  • Quando Seg. a sex., às 20h25
  • Onde Band (também disponível no aplicativo BandPlay e no site www.band.com.br)
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem