Televisão

'The Walking Dead' chega ao fim em sua 11ª temporada, mas sobrevive com derivados

Novo spinoff da série será focado nos personagens Daryl e Carol

cena de the walking dead
Cena da 10ª temporada de "The Walking Dead" - Jackson Lee Davis/AMC
Eduardo Ribeiro
São Paulo

A emissora americana AMC anunciou que a série "The Walking Dead", drama zumbi que narra a jornada de um grupo de pessoas em luta pela própria sobrevivência em um mundo pós-apocalíptico, chegará ao fim depois da 11ª temporada. Segundo apurou a Variety, a temporada final contará com 24 episódios inéditos, que serão exibidos entre o final de 2021 e começo de 2022.

Apesar do término, a emissora continuará a explorar o universo da série. A começar, produzindo um novo spin-off focado nos personagens Daryl e Carol. Os atores Norman Reedus e Melissa McBride já foram confirmados para os papéis da nova produção, que deve estrear em 2023 e contará com a supervisão da showrunner Angela Kang, responsável pelo título principal da franquia.

Além disso, outras produções derivadas estão a caminho. Uma delas, pelas mãos de Scott Gimple, é uma antologia intitulada "Tales of the Walking Dead". A trama se fechará em torno de personagens antigos e novos em episódios individuais que vão explorar suas trajetórias passadas.

Ainda não há informações sobre os demais projetos que devem surgir. Enquanto isso, a AMC segue com "Fear the Walking Dead", a caminho da sexta temporada, e "World Beyond", cuja estreia está prevista ainda para este ano.

Em sua 10ª temporada, The Walking Dead terá episódio final do presente ciclo transmitido no dia 4 de outubro. Em "A Certain Doom", Beta vai travar a batalha final da Guerra dos Sussurradores. Além disso, foram confirmados mais seis episódios extras, que estreiam no início de 2021.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem