Televisão

Autor de 'A Dona do Pedaço' diz que boa novela é história que pode ser contada em cinco linhas

Walcyr Carrasco também afirma que acha o trabalho de ator 'horrível'

Maria da Paz (Juliana Paes) e Rock (Caio Castro) em cena de "A Dona do Pedaço"
Maria da Paz (Juliana Paes) e Rock (Caio Castro) em cena de "A Dona do Pedaço" - Paulo Beloter/Globo

Walcyr Carrasco, autor de "A Dona do Pedaço", trama que é sucesso na faixa das 21h na Globo, disse que uma boa novela é também uma história que pode ser escrita em poucas linhas. 

"Se você não puder contar essa história em quatro ou cinco linhas, você não terá uma história clara para o público", afirmou ele em entrevista ao programa Persona em Foco, da TV Cultura, que vai ao ar na noite desta sexta-feira (20).

Apesar da boa audiência de "A Dona do Pedaço", a novela vem recebendo críticas de especialistas em televisão, que apontam falhas na trama como diálogos simples e personagens que agem sem motivação coerente, como escreveu o crítico Mauricio Stycer. 

No Persona em Foco, Carrasco falou também que chegou a tentar a carreira de ator e fez dois espetáculos profissionais, "com salário e tudo", mas acha o trabalho "horrível". "Eu acho horrível ser ator no seguinte sentido: eu sou uma pessoa que gosto muito da solidão, o ator, necessariamente, é um trabalho em grupo."

Além de "A Dona do Pedaço", Carrasco é autor de outros sucessos na Globo como "Chocolate com Pimenta" (2003-2004) e "Alma Gêmea" (2005-2006). Ele também já ganhou o Emmy Internacional de 2016 por "Verdades Secretas" (2015). ​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem