Televisão

César Tralli e Globo vencem processo contra policial que foi chamado de bandido

Ofendido peia indenização de R$ 100 mil

César Tralli
César Tralli - Bruno Poletti/Folhapress
São Paulo

O jornalista César Tralli, 48, e a TV Globo venceram um processo movido por um policial citado em uma reportagem veiculada pelo SPTV. 

A reportagem falava sobre uma investigação da Corregedoria da Polícia Militar que relacionava um grupo de policiais ao tráfico de drogas. Foram presos 12 homens do 50º Batalhão. Ao comentar, Tralli disse: “É ótimo que a própria PM corte na carne esses péssimos policiais, policiais bandidos na verdade".

O policial autor do processo foi solto logo após a reportagem e não chegou a ser indiciado formalmente. No documento, ele alegava que o apresentador "feriu a sua honra" ao chamar policiais ainda não condenados de bandidos e pediu uma indenização no valor de R$ 100 mil. 

O juiz, no entanto, entendeu que “quando a mídia presta informação revestida de interesse público, ainda que acompanhada por comentários de alerta à sociedade, não é possível falar em ofensa à honra”. A decisão ainda cabe recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem