Televisão

TV Aparecida investe em novela venezuelana para elevar audiência em horário nobre

Depois de duas tramas brasileiras, canal exibe 'Coração Esmeralda'

A atriz Yoná Magalhães como a personagem Úrsula da novela "A Padroeira"
A atriz Yoná Magalhães como a personagem Úrsula da novela "A Padroeira" - Divulgação
Descrição de chapéu Agora
Leonardo Volpato
São Paulo

A novela venezuelana “Coração Esmeralda”, que estreou na última segunda (17), é uma aposta da TV Aparecida. A trama vai ao ar de segunda a sábado, às 19h, com reprise às 22h30. Essa é a terceira do canal, que já exibiu as brasileiras “A Padroeira” (Globo), em 2017, e “O Direito de Nascer” (SBT), neste ano. As produções foram ao ar, originalmente, em 2001.

A inserção das duas primeiras novelas na programação elevou em 7% a média de Ibope no horário nobre da TV Aparecida na Grande SP.  Cada ponto no  Kantar Ibope equivale a 201.061 espectadores.

Padre Wiliam Betonio, diretor de programação do canal, revela alta expectativa. "Fizemos experiência com ‘A Padroeira’ e o público respondeu bem. Por isso, continuamos investindo."

Dublada, “Coração Esmeralda” mostra em seu enredo temas como a preservação ambiental, o amor e a verdade acima da ambição. Ao todo, terá 139 capítulos. Na história, Beatriz (Irene Esser) é uma ecologista que inicia uma campanha contra o empresário César Augusto Salvaterra (Jean Carlo Simancas), cujas indústrias poluem a cidade, sem nem imaginar que ele é seu pai.

Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias