Televisão

Desenhista cobre estrela vermelha em boné para participar de programa da Globo

Gabriel Bá cobre estrela vermelha em boné para participar do "Conversa com Bial"


O desenhista Gabriel Bá participou do "Conversa com Bial", talk show apresentado por Pedro Bial na Globo, usando um boné verde com uma estrela vermelha coberta por fita isolante. 

O fato, que aconteceu no programa desta segunda (27), não passou em branco entre os internautas, que acusaram a emissora de censura. Além de ser um símbolo comunista, a estrela vermelha é tradicional marca do Partido dos Trabalhadores, legenda de políticos como os ex-presidentes Lula e Dilma. 

"Que coisa ridícula", disse um usuário do Twitter. "Se fosse eu, coçava a cabeça até arrancar a fita: 'ops... caiu aqui a fita que censurava a estrela vermelha'", disse outro. 

Após a repercussão do caso, Bá afirmou que "o pessoal do figurino, respondendo à diretoria do programa, disse que a estrela não ia rolar". 

"Claro que não fiquei contente, mas eu fiz uma escolha antes: a de ir com o boné. Entre entrar com a estrela coberta ou entrar sem boné, escolhi o boné. E escolheria novamente. Poderia ser um tucaninho azul e amarelo ou um número 45, o logo da Adidas ou o escudo do Palmeiras. Seria coberto da mesma maneira", disse Bá em publicação feita no Instagram. 

Procurada pelo "F5", a assessoria da Globo informou, por meio de nota, que os convidados são orientados a evitar roupas com marcas aparentes e símbolos e números que remetam a partidos políticos. "Esse cuidado reforça a isenção do programa. Não há qualquer tipo de censura ou restrição ao conteúdo da entrevista. Os convidados discorrem livremente sobre questões políticas e expõem opiniões pessoais", diz o texto. 



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem