Televisão

Apresentador que chamou Ludmilla de 'macaca' diz que a cantora 'está em baixa e vive de processo'

Para Marcão, o apresentador que foi demitido da Record por ter chamado Ludmilla de "macaca" durante o "Balanço Geral" do Distrito Federal, a cantora "está em baixa" e por isso "vive de processos". 

LEIA TAMBÉM:

Casa em que Ludmilla passa férias com família é invadida

Em entrevista à rádio Timeline Gaúcha, o jornalista voltou a dizer que seu comentário não foi racista —"eu até dancei uma música da Ludmilla no aniversário da minha filha"— e deu sua interpretação para o episódio.

De acordo com ele, a expressão "macaca pobre" é usada no interior de Goiás para se referir a pessoas que "cresceram na vida".

"Todos os assuntos ligados a Ludmilla o que que é (sic)? 'A Ludmilla entrou com processo contra tal pessoa porque a pessoa falou que o cabelo dela era preto'. Ela vai lá e processa a pessoa. 'A Ludmilla entrou com ação contra uma pessoa porque a pessoa falou que o short dela era preto'. Então, assim, ela está vivendo de processos, não de shows, até porque a cantora está muito em baixa hoje no Brasil", disse. 

Apesar de negar a ofensa, Marcão se desculpou: "Peço perdão para a Ludmilla, para os fãs dela. Em momento algum eu quis 'denegrir' a imagem de alguém". 

Procurada, a assessoria da artista não comentou as declarações do apresentador. Afirmou, porém, que a cantora deve ir à polícia nesta sexta (20) para denunciá-lo por injúria racial. 



Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias