Publicidade

Nunca usei tanto a língua, diz Márcio Garcia sobre cenas sensuais com Mariana Ximenes

10/11/2014 - 08h41

Publicidade

VITOR MORENO
ENVIADO ESPECIAL AO RIO

Márcio Garcia, 44, contou que a temperatura subiu no estúdio durante as gravações das sequências mais "calientes" da série "Eu que Amo Tanto", exibida no "Fantástico" (Globo).

"Nunca usei tanto a língua em um trabalho", brincou. "Até que tem roupa, mas a pegada é bem forte."

Na trama, ele vive o presidiário Osmarino, que recebe visitas diárias de Leididai (Mariana Ximenes), com quem mantém um relacionamento tórrido.

O ator contou que eles não chegaram a gravar em uma cadeia real. Os cenários foram reproduzidos em estúdio e em um estacionamento do Projac (complexo de estúdio da Globo), no Rio.

Para o papel, ele ganhou um bigodinho que causou controvérsia. Até a diretora Amora Mautner disse que não ficou bom.

"Acho que me ajudou. Quando me olhava, me achava meio 'cafa'", contou. "Eu tenho cara de bom moço, é difícil em pouco tempo encarnar um presidiário sem ter grande tempo para elaborar, conviver e pesquisar mais."

Garcia disse que já teve paixões intensas, principalmente na adolescência, mas considera que as personagens da série extrapolam esse sentimento.

"Acho que todo mundo já viveu um grande amor", disse. "A diferença das personagens da série é que elas vão até as últimas consequências. Nenhuma delas aceita o não."

"Eu não passei por uma dessas", comemorou. "Mas já tive relações em que eu entrei muito forte de cabeça e a pessoa menos, e vice-versa. O limite é o bom senso."

Ele chegou a dar um truque para quem quer se livrar de uma mulher sem precisar se explicar muito.

"O segredo é fazer uma arte antes", brincou. "Pisa na bola. Se você vê que a pessoa está muito forte, você dá uma sacaneada. Eu era bom nisso quando eu era solteiro. Às vezes você não quer dar o não, mas vai dando desgosto para a pessoa."

O jornalista VITOR MORENO viajou a convite da Globo

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha