Televisão

Cena clássica do café da manhã de "Guerra dos Sexos" tem novos itens no cardápio

Em 1983, a atriz Fernanda Montenegro, como Charlô, e o ator Paulo Autran (1922-2007), no papel de Otávio, protagonizaram uma cena que se tornou um clássico na teledramaturgia brasileira.

Na primeira versão da novela "Guerra dos Sexos", a discussão entre os dois personagens durante um café da manhã esquenta tanto que Charlô joga café no rosto de Otávio, seu primo. Pronto! Estava dada a deixa para uma hilária - e histórica - guerra de comida.

Crédito: Alex Carvalho/TV Globo Nova versão da cena, que irá ao ar na próxima quarta-feira, 29 anos depois e terá Irene Ravache e Tony Ramos
Nova versão da cena, que irá ao ar na próxima quarta-feira, 29 anos depois e terá Irene Ravache e Tony Ramos

MISSÃO MELECA
Na nova versão do folhetim, que estreou na última segunda-feira, às 19h, na TV Globo, alguns ingredientes mudaram. Entre as novas "armas", estão alguns frios, frutas e cremes de mamão e de abacate. Em comum com a cena original, o suco de laranja e o iogurte.

O critério de escolha dos produtos - tanto no caso da cena de 29 anos atrás quanto na de agora - não foi gastronômico, mas cenográfico. A produtora de arte da versão atual, Isabela Sá, priorizou itens que gerassem bons efeitos visuais. "A gente queria mesmo era fazer uma meleca", conta ela.

A cena irá ao ar na próxima quarta-feira, dia 10. Dessa vez, os ingredientes serão arremessados pelos atores Irene Ravache e Tony Ramos.

O autor da novela, Silvio de Abreu, lembra como foi a expectativa para a primeira gravação. "Ninguém acreditava que a Fernanda e o Paulo fossem se sujeitar", diz.

Para homenagear o autor, o jornal carioca "Extra" reproduziu a cena, na semana passada, com a participação do próprio Silvio de Abreu e de Fernanda Montenegro. "Foi divertidíssimo, mas dá trabalho limpar tudo depois", diz.

"Foi divertido [reviver a cena ao lado de Fernanda Montenegro], mas dá trabalho limpar tudo depois"
SIlvio de Abreu, autor das duas versões da novela "Guerra dos Sexos"

ONTEM E HOJE
Como era o café da manhã do brasileiro há três décadas? Para Sandro Dias, professor de gastronomia do Senac, pior do que é hoje.

De forma geral, frutas e produtos mais saudáveis, como cereais e opções orgânicas, conquistaram mais espaço no Brasil. Eles substituíram - se não totalmente, ao menos, em parte - os alimentos industrializados, populares na década de 80.

GUERRA DOS SEXOS
Canal TV Globo
Quando de seg. a sáb., às 19h
Cena do café irá ao ar na próxima quarta-feira, 10 de outubro

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias