Publicidade

televisão

'Balacobaco', nova novela da Record, aposta em humor para levantar ibope

30/09/2012 - 15h02

Publicidade

ALBERTO PEREIRA JR.
DE SÃO PAULO

O telespectador desavisado que sintonizar a Record na próxima quinta, às 22h15, poderá levar um susto.

No horário, não encontrará mais o clima de mistério e a trama labiríntica de "Máscaras", de Lauro César Muniz, que não emplacou no ibope, perdeu o diretor Ignácio Coqueiro ao longo da exibição e terminará na terça, seis meses antes do previsto.

O novo folhetim da emissora, "Balacobaco", vem aí investindo num humor leve, colorido e bastante popular.

"'Balacobaco não é mais leve porque a antecessora era mais pesada. Foi uma coincidência. A trama tem um pouco de melodrama, mas é bem mais alegre", explica o diretor-geral Edson Spinello.

Escrito por Gisele Joras, o folhetim mostrará o recomeço de Isabel Vilela (Juliana Silveira), que vai falir após sofrer um golpe do marido.

A jovem também será perseguida pelas gêmeas e periguetes Diva (Bárbara Borges) e Dóris Paranhos (Roberta Gualda) e tentará encontrar o assassino de sua irmã.

No meio disso tudo, claro, vai viver uma conturbada história de amor com Eduardo (Victor Pecoraro).

Editoria de Arte/Editoria de Arte/Folhapress

FÓRMULA

Além de trazer novo tom ao horário de novelas da Record, "Balacobaco" também retoma personagens e situações que fizeram sucesso em tramas do próprio canal e da concorrência (veja abaixo).

Exemplo mais flagrante é o personagem de Thierry Figueira, que será o gay fashionista Patrick Pimenta.

Seria ele um decalque do mordomo Crodoaldo Valério (Marcelo Serrado), de "Fina Estampa" (2011-12)?

"No mundo de hoje não existe originalidade, existem visões diferentes sobre o mesmo assunto. Se você viu 'Bela, a Feia', [2009-10] vai lembrar que o personagem de Sérgio Menezes [Diogo] tinha figurino e trejeitos iguais aos do Crô", rebate Spinello.

"Isso me incomoda um pouco. Fica sempre uma máxima de que a Record copia. No passado recente, é a Globo que tem copiado mais a gente. Fomos nós que colocamos dinossauro em novelas primeiro, que ambientamos pela primeira vez um folhetim em uma favela."

"Balacobaco" também apostará nas artes plásticas. Inspiradas nas intervenções do misterioso artista britânico Banksy, três empresas de animação estão criando efeitos para incluir nas imagens de paisagens do Rio, onde a trama é ambientada.

NA TV
Balacobaco
Estreia da novela da Record
QUANDO quinta-feira, às 22h15
CLASSIFICAÇÃO não informada

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

resumo das novelas

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha