Comic Con

Sandra Bullock diz que é uma péssima mãe por não deixar filhos virem ao Brasil

Atriz protagoniza novo filme da Netflix, 'Bird Box'

Sandra Bullock na CCXP
Sandra Bullock na CCXP - Francisco Cepeda/Divulgação
Beatriz Vilanova
São Paulo

Sandra Bullock, 54, e Trevante Rhodes, 28, são as estrelas do novo filme original da Netflix, "Bird Box", que estreia no dia 21 de dezembro na plataforma de streaming.

Para divulgar a novidade, os atores estiveram em painel do último dia da Comic Con Experience São Paulo, neste domingo (9), falando sobre as curiosidades da trama e da produção.

"Sou uma péssima mãe", disse a atriz vencedora de Oscar, dando início à conversa. "Meus filhos queriam vir para o Brasil, mas não deixei. Eles não podem faltar na aula."

Na trama, Bullock protagoniza Mallory, uma mulher grávida que procura se salvar em um cenário pós-apocalíptico com um grupo de pessoas. Para sobreviveram, eles precisam usar vendas e não ver a entidade que circula pelo mundo exterior e que tem provocado uma onda de suicídios.

"Boa parte do tempo, não conseguíamos enxergar nada, Tinha uma câmera que ficava na nossa frente. Às vezes, eu batia de cara nela", conta a atriz. "Usávamos vendas mesmo. Não dá para fingir que você está cego, as ações acabam saindo diferentes."

Como mãe na vida real e na trama, ela comenta  sobre a experiência da maternidade. "Você precisa ser uma guerreira. Precisa fazer com que tudo fique bem enquanto você está aterrorizada por dentro. [...] Vemos mães de formas lindas no cinema, mas eu não acho que elas são mostradas como realmente são, muito fortes."

Ela conta ainda que suas cenas preferidas eram as relacionadas à gravidez da personagem. "Me alimentei como uma grávida."

Trevante Rhodes, que ganha papel de destaque na trama, também comentou a experiência do novo filme. "Fazer um filme com uma mulher incrível dessas é a melhor coisa. Eu me sentia mal no set de filmagem todos os dias", brincou o ator, em referência a Bullock. 

Ele diz ainda que, com o filme, teve uma perspectiva mais profunda sobre a importância da família, do amor, e de passar o tempo com as pessoas. 

Dylan Clark, um dos produtores do filme, fechou o painel dando sua opinião pessoal sobre a trama. "Os temas desse filme são muito fortes para mim. Vivemos num mundo imprevisível. É uma questão de estar próximo à família, acreditar em si mesmo e lutar pela sobrevivência da forma correta."

Ao final do painel, a mediadora convidou todo o auditório a cantar "feliz aniversário" em português para os filhos de Bullock, Louis e Laila, que fazem aniversário em breve, segundo a atriz.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias