Nerdices

Turma da Mônica presta homenagem a Chadwick Boseman: 'Obrigada por tudo'

Ator de 'Pantera Negra' morreu de câncer do cólon aos 43 anos

Turma da Mônica faz homenagem a Chadwick Boseman, vítima de câncer do cólon
Turma da Mônica faz homenagem a Chadwick Boseman, vítima de câncer do cólon - Instagram/turmadamonica
São Paulo

A Turma da Mônica prestou uma homenagem ao ator Chadwick Boseman, 43, protagonista do filme "Pantera Negra", que morreu na sexta passada (28) após diagnóstico de câncer do cólon.

O cartunista Mauricio de Sousa desenhou Cebolinha, Cascão, Mônica, Magali, Jeremias e Milena fazendo o símbolo do Pantera Negra, super-herói do universo Marvel interpretado por Chadwick. A imagem foi publicada no perfil oficial da turma no Instagram com a mensagem: "Obrigada por tudo".

Turma da Mônica presta homenagem a Boseman
Turma da Mônica presta homenagem a Boseman - Instagram/turmadamonica

A Globo anunciou neste sábado (29) que mudou a programação da próxima segunda-feira (31) para exibir o filme "Pantera Negra", inédito na TV aberta, atendendo a pedidos do público. O filme será exibido na Tela Quente (após a novela "Fina Estampa"), em homenagem ao ator.

Além do filme, o apresentador Manoel Soares, 40, que está comandando o É de Casa, vai falar sobre a importância do filme, o primeiro longa de super-heróis com grande orçamento a ser protagonizado por um ator negro. "Esperei quase 40 anos para ter um super-herói parecido comigo e a pessoa que personificou esse sonho não está mais entre nós. Boseman representou essa geração que ansiava por isso e se espelhou nessa conquista."

CHADWICK BOSEMAN

Nascido na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, Chadwick Boseman é o mais novo de três filhos. Seus pais trabalhavam para um conglomerado agrícola. Ele se formou pela Universidade Howard e teve papéis pequenos na televisão antes de sua primeira grande aparição em 2013, quando interpretou Robinson em “42”.​

Boseman teve câncer de cólon diagnosticado há quatro anos. "Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou em tudo e trouxe a você muitos dos filmes que você aprendeu a amar", publicaram na conta oficial de Boseman no Twitter. Durante esse período, no entanto, o diagnóstico não havia sido trazido a público.

"De 'Marshall' a 'Da 5 Bloods’, o ‘Ma Rainey’s Black Bottom' de August Wilson e vários outros —todos foram filmados durante e entre inúmeras cirurgias e quimioterapia. Foi a honra de sua carreira dar vida ao rei T’Challa no ‘Pantera Negra’.”

Segundo o comunicado, o ator morreu em sua casa com esposa e família.

Além do sucesso em "Pantera Negra", de 2018, Boseman também atuou recentemente nos filmes "Crime Sem Saída", de 2019, e "Destacamento Blood", de 2020, longa de Spike Lee sobre a Guerra do Vietnã que estreou na Netflix em meio aos protestos do movimento Black Lives Matter.

O ator também retratou figuras históricas, como o cantor James Brown, em "Get on Up", de 2014, e Jackie Robinson, primeiro afro-americano a jogar na principal liga de baseball dos EUA, no filme "42: A História de uma Lenda".

​"Pantera Negra" foi o primeiro filme de super-herói indicado à principal categoria do Oscar e o personagem, cuja alcunha remete ao grupo de ativistas negros, se tornou um símbolo cultural. O filme, primeiro blockbuster de super-herói protagonizado por um afro-americano e dirigido por um, Ryan Coogler, foi o quinto mais exitoso dos filmes do Universo Marvel.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem