Música

Léo Chaves grava 1º DVD solo e diz que escolheu 'estar feliz'

Cantor diz que ele o irmão Victor perceberam que 'era tortura continuar junto'

Léo Chaves Francisco Cepeda/AgNews

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um dos passos mais importantes da carreira solo do cantor sertanejo Léo Chaves, 45, foi dado com a gravação de seu primeiro DVD, “Retorno”. Desde a ruptura de sua dupla com o irmão Victor Chaves, 46, o músico segue seu propósito de ser feliz e livre e afirma tem “paz e tranquilidade como prioridades”.

O novo projeto trará 21 faixas, sendo 13 músicas inéditas e 8 regravações de alguns sucessos de Victor e Léo, contando com participações de Henrique e Juliano, Gusttavo Lima, Guilherme e Benuto e Xand Avião. Chaves conta que o projeto foi gravado inteiramente ao vivo e que teve uma verdadeira “maratona de dedicação” para o DVD.

“Ficamos entre 45 e 60 dias mergulhados em imersão no pré-DVD”, explica. Ele ainda afirma que esperou o “momento certo para enfrentar o desafio” que seria voltar ao mercado da música após fazer parte de um projeto como a dupla Victor e Léo, e que gostaria de fazer tudo com suas escolhas.

O artista pontua que as músicas inéditas continuarão no sertanejo romântico, e que as regravações foram extremamente pensadas, já que “[a dupla] Victor e Léo tem um público muito exigente pela qualidade musical”, explica. “Se eu não fosse fazer algo melhor ou igual, preferiria não fazer."

Em entrevista ao F5, ele diz que, para trazer um ar novo às músicas, inseriu as parcerias, escolhidas por afinidade. “Eu não gostaria jamais de ter uma participação no meu DVD com quem eu simplesmente não conhecesse, como já aconteceu outras vezes na minha vida”, relembra o músico.

Apesar de estar totalmente focado em seu novo DVD, o projeto ainda não possui data específica de lançamento. O artista diz que, como agora existe um projeto de Léo Chaves gravado, ele pensa em fazer uma turnê em 2022. “Não pretendo entrar naquela loucura de fazer muitos shows. Hoje eu tenho outra mentalidade, talvez o menos seja mais para mim.”

ESCOLHA DA LIBERDADE

Para o artista, a gravação do DVD é uma reafirmação de um dos momentos mais marcantes de sua carreira, quando aconteceu a ruptura da dupla Victor e Léo, no ano de 2018. “Eu e meu irmão ainda duramos muito, porque somos muito diferentes enquanto artistas e líderes”, aponta.

Léo Chaves diz que não teve medo de dar esse passo para ser livre. “Foi a escolha da liberdade”, afirma. “Ser livre é algo que, muitas vezes, as pessoas têm medo de assumir que não está dando certo e ficam presas em um calabouço de infelicidade, e pagam com a própria vida. O preço é muito alto, é algo impagável."

Ele conta que, com o amadurecimento da dupla, os dois viram que era “uma forçação de barra e uma tortura continuar junto”. Para ambos foi preciso coragem para romper com o que já existia e se aventurar em novas carreiras. O cantor afirma que ele e o irmão não tiveram medo de fracassar.

“[Tudo] depende do propósito da pessoa na vida. Qual é a minha prioridade na vida? Ser feliz?”, questiona, “Ou para mim foda-se, não quero ser feliz, não importa, pode seguir na bagunça que está, o que importa para é ganhar muito dinheiro. Tem gente que vai escolher esse [segundo] caminho. Eu e o Victor não, escolhemos estar felizes."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem