Música

Ed Sheeran testa positivo para Covid-19 antes do lançamento de novo álbum

Próximo álbum do astro britânico estará à venda a partir de sexta-feira (29)

Ed Sheeran, que foi diagnosticado com Covid-19 às vésperas de lançar novo álbum
Ed Sheeran, que foi diagnosticado com Covid-19 às vésperas de lançar novo álbum - Angela Weiss/12.set.2021/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Londres, Reino Unido
AFP

O astro britânico do pop Ed Sheeran anunciou neste domingo (24) que testou positivo para a covid-19, menos de uma semana antes do lançamento de seu novo álbum.

"Uma observação rápida para dizer-lhes que infelizmente testei positivo para a covid e que, por isso, estou em isolamento agora e seguindo as diretrizes do governo", publicou em sua conta no Instagram o compositor e intérprete do hit mundial "Shape of You" (2017).

"Isto significa que por enquanto estou impossibilitado de cumprir meus compromissos de forma presencial e farei todas as entrevistas e apresentações planejadas que puder de casa", acrescentou o cantor de 30 anos, que mora em Suffolk, leste da Inglaterra.

Seu próximo álbum, intitulado "=", estará à venda a partir da sexta-feira, 29 de outubro, e por conta disso o músico tinha vários shows e entrevistas agendados.

Ed Sheeran se apresentou em 17 de outubro em Londres durante a cerimônia de entrega dos prêmios Eartshot pelo clima, organizados pelo príncipe William.

O cantor fez uma pausa após o nascimento da filha, no verão de 2020.

O Reino Unido, um dos países europeus mais castigados pela pandemia, com cerca de 140.000 mortos, registra atualmente uma das maiores taxas de contágio do mundo.

Embora haja menos internações e óbitos do que nas ondas anteriores, especialistas advertem que estão em aumento e alguns pedem o retorno de certas restrições, como o uso de máscaras em ambientes fechados. O governo por enquanto tem se negado a fazê-lo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem