Música

'Piranha também ama', canta Pabllo Vittar em novo single

Cantora interpreta noiva abandonada no altar

Pabllo Vittar vestida de noiva Instagram/pabllovittar

São Paulo

O novo single “Ama, Sofre e Chora”, da cantora cantora Pabllo Vittar, 27, traz na letra e clipe a mensagem que o público LGBTQ+ tem direitos e que o amor deles deve ser naturalizado. A música é a primeira do novo álbum, que a artista trabalha há meses e planeja lançar neste semestre.

“Eu acho importante essa pauta [casamento homoafetivo], tem que naturalizar, já deveria ter sido naturalizado. A gente ama, tem direitos, paga impostos, vamos naturalizar o nosso amor”, diz a cantora.

Lançada nas plataformas de streaming na quinta (6), a música é definida pela cantora como um forró romântico com elementos da batchata (ritmo dominicano) e do sertanejo. Ela foi composta pela artista durante a pandemia e tem produção do Brabo Music Team.

“Estou cantando um ritmo que eu amo [forró] e que pude misturar com outros ritmos que eu gosto. Estou tendo a liberdade de ser quem eu sou. A gente está fazendo o que a gente gosta”, afirma.

A letra da canção fala de uma pessoa que ouve que seu “amor não é para casar”. Humilhada, ela vê seu sonho de subir ao altar vestida de noiva ser motivo de deboche. Ela responde a isso no refrão da música que “piranha também ama”, chora e sofre.

A artista diz que tentou ressignificar na música a palavra “piranha”, que nunca foi vista por ela como algo pejorativo. Ela afirma que usa a palavra com a mãe e amigas.

"Na minha cabeça, 'piranha' nunca foi algo pejorativo. Minha mãe sempre me chamou assim, sempre chamei minhas amigas assim. E nas minhas músicas eu sempre tentei fazer isso, tirar o estigma da palavra”, afirma.

O clipe da música, lançado nesta sexta (7) no canal da artista no YouTube, foi gravado em dois dias em São Paulo, seguindo todos os protocolos de segurança. Ele foi dirigido pela cantora e Flávio Verne. “Eu gosto de dirigir, eu me vejo no final do produto quando dirijo”, diz Vittar.

A cantora conta que pensou em todos os detalhes do filme, desde o roteiro ao figurino de noiva inspirado nos vestidos de Lady Di, como era a chamada a princesa Diana. Ela diz que a ideia para o clipe surgiu depois de sonhar que estava se casando vestida de noiva e começou. Após o sonho, ela começou a pensar na imagem do vestido branco, da garota intocada e virgem.

Vittar diz rindo que nunca tinha se imaginado usando um vestida de noiva nem em festa de Halllowen, mas quando se viu pronta para casar, mesmo de que mentirinha, sentiu algo diferente. “Eu senti uma energia muito boa e uma emoção que sai pela boca”, revela.

Segundo a artista, o vídeo é dramático e totalmente inspirado em roteiro de novelas mexicanas. Ela aparece no início do clipe vestida de noiva, segurando um buquê e com a maquiagem borrada de tanto chorar após ser abandonada pelo noivo.

"Nesse clipe, quis me entregar na atuação. As inspirações vieram da nossa cabeça e das novelas. Focamos mais nas novelas mexicanas. Estou assistindo a 'Rubi' e acho que eu encarnei um pouco isso”, diz.

O single da artista era muito esperado pelos fãs depois dela ter afirmado no dia 22 de abril que iria se casar, durante um show no Big Brother Brasil 21 (Globo). Dias depois, ela desmentiu e falou que era uma estratégia para lançar seu novo clipe e single, “Ama, Sofre e Chora”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem