Música

Claudia Leitte diz que tem produzido bastante na quarentena para controlar inquietude

'Estou aqui para servir as pessoas com positividade e música', diz cantora

Claudia Leitte
Claudia Leitte - Jacques Dequeker/Divulgação
São Paulo

Acostumada a ter uma agenda sempre lotada, Claudia Leitte, 40, tem encontrado desafios para enfrentar a quarentena em meio a pandemia do novo coronavírus. Mesmo assim, ela dá um jeito de estar sempre ocupada. "Eu me considero inquieta. Não consigo ficar parada sem produzir nada."

Em sua casa em Miami (EUA), Claudinha divide seu tempo entre a família e os projetos que, segundo ela, não podem parar tendo em vista as atuais circunstâncias. "Estou pensando no que posso entregar para as pessoas neste período e, também, lá na frente, quando tudo passar. Sempre digo, eu estou aqui para servir as pessoas com positividade e música", diz a cantora ao F5.

No final de maio, ela realizou um show online em seu canal no YouTube, em que cantou grandes sucessos da carreira incluindo os hits do Babado Novo, grupo do qual fez parte no início dos anos 2000. Claudia diz que enxerga um propósito mais importante nessa onda de lives e ressalta que os artistas devem colaborar com a sociedade.

"É muito mais um dever social do que agradar ao ego. Não penso em números, mas, sim, em poder levar bons momentos para as pessoas que estão em casas. Quero que todos nós estejamos cada vez mais unidos para ajudar quem mais precisa", conta.

A “Live da Saudade“ atingiu mais de um milhão de visualizações no YouTube e emocionou fãs. "Revisitar todas as fases e músicas trouxe boas lembranças para as pessoas", explica a intérprete de "Largadinho."

No início da pandemia, no mês de março, Claudia Leitte passou por uma bateria de exames após suspeitas de ter contraído a Covid-19. Na época, ela compartilhou o resultado, negativo, em suas redes sociais para tranquilizar os fãs, mas disse que isso não acalmava o seu coração. "Há muitas pessoas expostas ainda ao risco de contrair o vírus em todo Brasil, então quero pedir ajuda para todos vocês para que a gente se torne agente multiplicador da segurança e da saúde de todos."

Apesar das dificuldades comuns do isolamento, a cantora diz que sente privilegiada por trabalhar com o que ama e, ao mesmo tempo, conseguir administrar sua vida maternal, já que tem uma bebê de apenas oito meses em casa. Além de Bela, Claudinha também é mãe de Davi, 11, e Rafael, 7. "As crianças têm muita energia, mas eu também tenho [risos]", garante.

Sem negar o apoio que recebe do companheiro, Márcio Pedreira, com quem é casada há 13 anos, a cantora nascida em São Gonçalo, no Rio de Janeiro –mas soteropolitana de coração conta que a rotina tem sido puxada principalmente quando se trata da edução das crianças. "Um dá suporte ao outro e vamos nos adaptando aos desafios do dia a dia. Tenho ajudado os meus filhos com os deveres da escola entre tantas outras coisas."

A prova de que sua inquietude não a deixa descansar está em seu EP "Bandera Move", que foi dividido em partes, e lançado pouco meses após dar à luz Bela, em outubro de 2019. Nele, Claudia Leitte faz questão de ressaltar sua versatilidade com músicas em inglês, espanhol e até com ritmo de funk.

Claudia afirma que "Rebolada Bruta", recente lançamento em parceria com o funkeiro Mc Zaac, é fruto de sua vivência no trio elétrico, por onde já passou por muitos ritmos e estilos. "A gente acaba passeando por várias vertentes, né? Quanto a funk, eu já compus alguns", diz a cantora, que se aventurou pela primeira vez no gênero ainda em 2011, em seu feat com o grupo de funk Os Hawaianos.

Com altas expectativas para o Carnaval de 2021, Claudia Leitte diz que espera que a pandemia do novo coronavírus esteja controlada até lá. "É um momento sempre especial da nossa cultura."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem