Música

Michael Stipe chegou a pagar passagem de avião para tirar Kurt Cobain de sua angústia

Líder o R.E.M. diz que tentou de tudo, mas seus níveis de angústia eram imensuráveis

Michael Stipe, vocalista do REM
Michael Stipe, vocalista do REM - Astrid Stawiarz/Getty Images/AFP
São Paulo

O músico Michael Stipe, 59, diz acreditar que o músico Kurt Cobain sofria níveis imensuráveis de angústia antes de morrer. 

O líder do R.E.M. afirmou que fez contato com Cobain pouco antes dele cometer suicídio, em abril de 1994, segundo informações da BBC. 

"Apresentei um projeto a ele na tentativa de tirá-lo do inferno em que ele estava. Eu sabia que ele me admirava e que gostava do R.E.M e eu tive a ideia de criar algo", afirmou Stipe. "Escrevi uma carta a ele, mandei uma passagem de avião e mandei um carro para a sua casa para levá-lo ao aeroporto", revela o músico. 

Mesmo assim, Stipe não conseguiu retorno de Cobain. "Fizemos tudo o que podíamos para tirá-lo desse estado mental, mas seus níveis de angústia eram imensuráveis."

No início do mês, o R.E.M. fez mais uma homenagem ao ex-líder do Nirvana ao relançar uma nova versão da música "Let Me In", do disco "Monster", que foi relançado em celebração aos seus 25 anos.

O refrão da faixa que foi escrita em homenagem a Cobain diz: “Eu tinha em mente tentar te parar / Me deixe entrar, me deixe entrar” (veja o lyric video abaixo).

CARDIGÃ LEILOADO

O lendário cardigã verde que o vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, usou em 1993 na gravação do show Acústico MTV foi vendido por US$ 334 mil (cerca de R$ 1,3 milhão) em Nova York no último sábado (25).

O vendedor e empresário, Garrett Kletjian, havia comprado o casaco há quatro anos, por US$ 137,5 mil (R$ 551,8 mil). O modelo vintage da extinta marca Manhattan apresenta marcas de cigarro. A casa de leilões Julien's Auctions havia estimado seu preço entre US$ 200 mil e US$ 300 mil (entre R$ 802,5 mil e R$ 1,2 milhão).

Outro objeto que pertenceu a Cobain, uma guitarra Fender Mustang que ele usou na turnê "In Utero", foi vendida por US$ 340 mil (R$ 1,4 milhão). ​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas