Games

'Batman se destaca como herói pela complexidade de seus vilões', diz cartunista na Comic-Con

O elenco do filme "Batman e Robin", de 1997
O elenco do filme "Batman e Robin", de 1997 - Reuters


Um dos primeiros debates da Comic-Con desta quinta-feira (7) foi sobre o personagem Bruce Wayne/Batman, criado pelo escritor Bill Finger e pelo artista Bob Kane, em 1939. Os cartunistas convidados falaram sobre a relação do homem-morcego com o mordomo Alfred e como o personagem se destaca pela complexidade de seus vilões.

"Alfred é um socorrista para ele, é alguém que tem experiência militar", disse Paul Pope. 

PRÊMIO F5: Saiba quem são os indicados e vote nos seus artistas preferidos de 2017

As diferentes facetas do personagem, que assume papel de investigador, policial, herói e a identidade de Bruce Wayne, também foi assunto da roda de bate-papo dos cartunistas, que contou com a presença de Ben Templesmith, Bernard Chang, Rafael Albuquerque, Paul Pope e Gail Simone, a única mulher a compor a banca. 

Para Bernard Chang, Batman só se destaca como herói pela qualidade e profundidade de seus vilões, que não são meros marginais. Ao contrário da maioria dos quadrinhos, os vilões que o homem morcego enfrenta são reais, complexos e "com muitas camadas." 

Aproveitando a presença de uma cartunista mulher, especialista em Batgirl, os convidados falaram sobre como a personagem surge no quadrinho de uma forma independente. 

"Eu nunca olhei para a Batgirl como uma personagem que deveria preencher a história de Batman. Ela e as outras personagens femininas não estão completando batman, elas estão assumindo outros aspectos", explicou Gail. 

O debate aconteceu no auditório Cinemark. Às 17h, no mesmo auditório, acontecerá legado de "Game of Thrones". Confira aqui a programação completa da Comic-Con

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem