Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Tony Goes

Como ficam as carreiras de Johnny Depp e Amber Heard, agora que ele ganhou o processo?

Um caso rumoroso como este nunca é benéfico para nenhuma das partes

Johnny Depp e Amber Heard - Reuters/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

O melhor reality show de 2022 terminou nesta quarta-feira (1º), depois de quase sete semanas eletrizantes. Marcado para as 16 horas (hora de Brasília), o resultado ainda levou alguns instantes para ser divulgado, porque os jurados se esqueceram de preencher uma papelada importante.

Depois de mais alguns minutos de suspense, finalmente a juíza Penney Azcarate permitiu que o júri revelasse se achava que a atriz Amber Heard era culpada ou não de difamação, uma acusação feita por seu ex-marido, o ator Johnny Depp.

Foi um strike. Como muitos analistas já suspeitavam, Heard perdeu. Perdeu rude, aliás. Além de ser achincalhada nas redes sociais, a atriz ainda terá que pagar cerca de US$ 15 milhões (cerca de R$ 75 milhões), entre multas e compensações. O valor compensatório, no entanto, teve uma pequena redução.

Por outro lado, Depp terá que pagar a ela US$ 2 milhões (cerca de R$ 10 milhões). O prejuízo da atriz, portanto, será de "apenas" US$ 8,35 milhões (R$ 40,1 milhões)​. Menos do que os US$ 50 milhões que ele pedia (cerca de R$ 238 milhões), mas, ainda assim, uma bolada fora do alcance de nós, meros mortais.

E, pelo jeito, também fora do alcance de Amber Heard. Porque dificilmente a atriz retomará o impulso que sua carreira vinha tendo nos últimos anos. A maioria do público ficou claramente do lado de Depp (a hashtag "o bem venceu" está entre os trending topics no Brasil, no momento em que esta coluna é escrita). Uma petição online para tirar a moça do filme "Aquaman 2" já conta com mais de quatro milhões de assinaturas.

Sem entrar no mérito se ela tinha ou não razão, o fato é que Amber Heard virou sinônimo de mulher aproveitadora e mentirosa. Um papel relevante dificilmente será oferecido a ela nos próximos meses –ou anos...

Uma possível saída será escrever um livro contando em detalhes seu lado da história. O mercado editorial americano é ávido por esse tipo de literatura, e Amber Heard talvez consiga faturar alguns milhões para saldar suas dívidas.

Isto não quer dizer que Johnny Depp saia desta por cima. Por mais que o ator passe a impressão de estar curtindo a vida adoidado, sua carreira também está em queda livre. Na esteira da briga com a ex-mulher, ele perdeu dois papéis importantíssimos: o do pirata Jack Sparrow, na enésima continuação da franquia "Piratas do Caribe", e o do mago Gellert Grindelwald em "Os Segredos de Dumbledore", o terceiro título da franquia "Animais Fantásticos".

Jack Sparrow é nada menos que o personagem que consagrou Johnny Depp, dando a ele sua primeira indicação ao Oscar, em 2003. Duas outras se seguiriam, em 2004 e 2008. E, desde então, mais nenhuma. O que a mídia parece ignorar é que o ator já estava em declínio há um certo tempo, mesmo antes da batalha legal contra Amber Heard. Na verdade, o julgamento serviu para devolvê-lo aos holofotes.

Outra verdade é que a nossa cultura é infinitamente mais complacente com os homens do que com as mulheres. Mesmo se tivesse sido derrotado na tarde desta quarta, Depp ainda contaria com a simpatia dos fãs, que pressionariam os estúdios de Hollywood para contratá-lo novamente. Heard, coitadinha, conta com escárnio e ameaças.

Seja lá como for, os dias de glória de Johnny Depp ficaram para trás. Um caso como este, que se arrastou durante anos e trouxe à tona detalhes incômodos da intimidade de ambos, nunca é bom para nenhuma das partes envolvidas. Depp provavelmente irá a muitos talk shows e talvez também publique um livro, mas jamais recuperará totalmente o estrelato perdido.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem