Tony Goes

BBB 22: Erro de Rodrigo foi escancarar seu jogo e não ter outro assunto

Divisão entre Pipoca e Camarote está se tornando o tema desta edição

Rodrigo, segundo eliminado no BBB 22 - João Cotta 2022/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Nos primeiros anos do Big Brother Brasil, um jogador cometia pecado mortal se admitisse que estava interessado no prêmio final. O público não perdoava quem quisesse ganhar dinheiro. Parecia que o objetivo do BBB era dar lições de vida e passar mensagens positivas. Quem não se fingisse de bonzinho durava pouco no reality.

O espectador brasileiro também demorou a perceber que são os vilões que movimentam o jogo. Os que causam cizânia dentro da casa, os que têm hábitos irritantes. O resultado é que esses supostos malvados eram logo eliminados, e a casa mais vigiada do Brasil se transformava num jardim botânico.

Essas duas percepções pareciam ter sido postas de lado nos últimos tempos. Os brasileiros finalmente entenderam que o BBB é uma competição, não uma ação entre amigos, e que as brigas lá dentro são, na maioria das vezes, uma das melhores razões para se assistir ao programa.

Pareciam ter sido postas de lado, mas não foram. A saída de Rodrigo, depois de apenas duas semanas, mostra que muita gente ainda despreza quem traça estratégias ao invés de "jogar com o coração".

Mas será que ele era mesmo um vilão? Comparado aos machistas empedernidos de outras edições, o rapaz era uma flor. Sim, ele chamou Linn da Quebrada de "traveco", e alguém de sua idade já deveria saber há muito tempo que esse termo é ofensivo. Mas, na sequência, Rodrigo fez a coisa certa: procurou Linn e pediu uma aula sobre os termos apropriados para se referir a pessoas trans. Admitir a própria ignorância e querer superá-la é uma qualidade cada vez mais rara no Brasil de hoje.

O verdadeiro erro de Rodrigo foi escancarar seu jogo. Ele era monocórdio: só falava em formar alianças e combinar votos. Até fez alguns amigos –sua relação com Vinícius foi bonita de ser ver– mas nunca perdeu de vista seu objetivo. Seus colegas não gostaram, e o público também não.

Não morro de amores pelo moço, mas ele fará falta. Há muitos vegetais no BBB 22 que poderiam ser descartados, sem maior prejuízo para o jogo. Um deles, a bailarina Brunna Gonçalves, ganhou até vinhetinha especial anunciando seus "melhores momentos", em que ela aparece fazendo absolutamente nada.

Quem está ditando o ritmo deste BBB, para o bem e para o mal, é Tiago Abravanel. Carismático, desinibido e já bastante conhecido, o neto de Silvio Santos tem irritado quem preferia ver fogo no parquinho. Está sempre pregando o amor, a autoaceitação e a cordialidade. Chegou ao cúmulo de dizer que o programa se chama Big Brother porque o objetivo é premiar o "grande irmão", aquele que cuida dos demais.

Para quem ainda não sabe: Big Brother é o ditador da sociedade distópica descrita no livro "1984", de George Orwell. O líder deste regime totalitário sabe tudo sobre seus cidadãos, que são vigiados 24 horas por dia por uma infinidade de câmeras. Ou seja: no BBB, o Big Brother somos nós.

Mas será este realmente o "BBB do Amor", como defende Tiago Abravanel? Para mim, está mais para o BBB da Luta de Classes. Está nítida a divisão entre os grupos Pipoca e Camarote, e esses últimos estão vencendo. Pois contam com uma vantagem indiscutível: muitos já se conheciam antes, e as alianças entre eles surgem naturalmente.

Há exceções, claro. Jade Picon tenta sempre se aproximar das meninas do Pipoca. Naiara Azevedo e Linn da Quebrada formaram, com Natália e Jessilane, um grupo que a internet já batizou de As Comadres. Arthur Aguiar até circula entre todos, mas sempre volta para os braços de Douglas Silva e Pedro Scooby.

O Pipoca apelidou o Camarote de "grupo Disney", por causa da fofura que seu chefe informal, Tiago Abravanel, tenta imprimir no jogo. Por enquanto, os Disney estão crentes de que estão abafando. Por enquanto.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem