Tony Goes

Por que Lulu Santos deveria se esconder no armário?

Tem gente que preferia que Lulu Santos ocultasse seu namoro com um rapaz

O músico Lulu Santos, que lança o álbum "Baby Baby", com versões de Rita Lee
O músico Lulu Santos, que lança o álbum "Baby Baby", com versões de Rita Lee - Leo Aversa/Divulgação

Ninguém quer ser tachado de homofóbico. Nem mesmo quem expressa claramente sua intolerância aos homossexuais. Os preconceituosos tentam se disfarçar usando frases como “não concordo com a prática do homossexualismo (sic)”, ou a já clássica “tenho até amigos gays”.
 
Existe uma variante muito em voga quando um artista famoso sai do armário. Ela está sendo usada neste exato momento contra Lulu Santos, e diz mais ou menos assim: “Nada contra o que você faz entre quatro paredes, mas sua vida privada só diz respeito a você mesmo. Poupe-nos dos detalhes”.
 
Na segunda (23), o cantor postou em seu perfil no Instagram uma foto em que aparece ao lado de Clebson Teixeira, e deu várias pistas de que os dois estariam namorando. Depois ele mesmo confirmou tudo, em dois vídeos de agradecimento às mensagens de carinho enviadas pelos fãs.

Os comentários favoráveis são realmente maioria em todas as reportagens online que eu pesquisei sobre o assunto. Mas claro que Lulu também é alvo da ignorância de alguns. Explícita, em uns poucos casos, ou mais discreta, fazendo a linha “mais do que queríamos saber”.
 
“Exposição desnecessária.” “Relacionamentos íntimos devem ser realmente íntimos e discretos.” “Eu não tenho nada a ver com a vida sexual alheia. Cada um no seu quadrado!”, e assim por diante.
 
Também há quem diga que Lulu Santos estaria apenas querendo se promover. Como se fôssemos o país mais avançado do mundo, onde se assumir gay ou lésbica trouxesse sucesso automaticamente.


LEIA MAIS:
'A gente não tem nada a esconder', diz Lulu Santos sobre relacionamento 
Neymar e Bruna Marquezine são padrinhos de casamento de ex-jogador do Santos 


O curioso de tudo isso é que ninguém reclama quando uma celebridade heterossexual apresenta seu novo amor. Alguns casais chegam a postar fotos bastante íntimas, e todo mundo acha lindo.
 
A explicação para este critério duplo é simples. Quando um famoso se desvia do padrão heteronormativo, ele ajuda a tirar o estigma da homossexualidade. Está mostrando para o mundo que é perfeitamente possível ser feliz, saudável e bem-sucedido enquanto se relaciona com alguém do mesmo sexo. E dando coragem a milhares de pessoas a assumir suas preferências sexuais.
 
Exatamente o contrário do que pregam os homofóbicos, que acham que todos os LGBT são doentes, sofredores e marginalizados. E que alguém pode até ter desejos homossexuais, mas deve reprimi-los – ou vivê-los em segredo, como se fosse um crime.
 
Daniela Mercury, Marco Nanini, Nanda Costa, Luís Fernando Guimarães, Carol Duarte e, agora, Lulu Santos, estão espatifando esse paradigma em mil pedacinhos. Eles e outros artistas que vêm revelando seus pares homoafetivos estão prestando um enorme serviço à sociedade, espalhando uma mensagem de amor e aceitação.
 
Menos para quem “não concorda com o homossexualismo (sic)”, é claro.

Tony Goes

Tony Goes tem 56 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem