De faixa a coroa

Miss Brasil adolescente 2021 quer eleger porta-voz contra bullying

Vinte e cinco garotas de 14 a 18 anos disputam versão jovem do concurso

Yasmin Teles é a representante do Ipiranga

Yasmin Teles é a representante do Ipiranga Divulgação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Vinte e cinco garotas de 14 a 18 anos disputam o Miss Brasil CNB (Concurso Nacional de Beleza) Teen 2021. Esse é o primeiro evento oficial da versão teen do Miss Brasil com processo seletivo —em 2019, o certame elegeu, de forma indireta, a primeira miss, a paranaense Maria Eduarda Valloto.

Com a pandemia do coronavírus, os organizadores do concurso, os irmãos gaúchos Henrique e Marina Fontes, decidiram suspender a edição 2020 do Miss Brasil CNB Teen. Os dois são conhecidos no cenário de beleza por realizarem uma série de etapas nacionais de concursos de miss, como as franquias Mundo, Supranational, Grand International.

Em maio passado, eles começaram a etapa 2021 com a final programada para 5 de julho. De forma virtual, as jovens participam das provas preliminares da disputa, que incluem quatro etapas: criação de campanha de uma ação social, um comercial, fotos para capa de revista e um desafio a ser realizada na plataforma TikTok.

"Miss Brasil CNB Teen busca uma adolescente que entende e vive a sua idade, que saiba a importância deste momento de transição entre menina e mulher", diz Henrique Fontes, 49, diretor do concurso, ao ressaltar ​que as provas são em substituição aos modelos tradicionais dos adultos, como o desfile em traje de banho e o de gala.

"Não tem neura com dieta e nada que leve para o lado de sensualizar. As meninas fazem os desafios todos de casa", afirma o diretor, ao ressaltar que o público pode acompanhar o desempenho das candidatas na página oficial do concurso no YouTube, todas as segundas-feiras, às 20h.

"Não tem nada que vá contra a juventude, muito pelo contrário. Até porque, nossa ideia é que elas sejam porta-vozes da luta contra o bullying nas escolas, que hoje é uma realidade muito forte", diz o diretor.

Ele afirma ainda que a proposta é orientar e estimular as meninas a transmitirem uma mensagem positiva em relação ao tema e desconstruir o bullying. "A gente quer que as nossas misses adolescentes sejam influenciadoras relevantes e do bem."

As participantes serão avaliadas nas quatro etapas por um corpo de jurados composto por especialistas em concurso de beleza. No dia 5 de julho, a candidata com a maior pontuação será eleita Miss Brasil CNB Teen 2021. Diretor do concurso, Henrique Fontes diz que todas as garotas têm acompanhamento de psicólogos.

A vencedora receberá uma coroa desenhada pelo joalheiro Tiago Seixas e um guarda-roupa da marca Menina Catarina. Em setembro, ela vai representar o Brasil no Miss Teen Mundial em El Salvador —apesar da pandemia de Covid, os certames de beleza foram retomadas seguido todos os protocolos sanitários.

Henrique Fontes afirma que a criação do concurso específico para adolescentes foi desenvolvimento após detectar uma forte demanda pelas próprias adolescentes, além das agências de modelos em busca de profissionais nessa faixa etária.

"Nós vimos que muitos dos concursos adolescentes têm o mesmo formato das edições adultas. E não tinha muito sentido meninas desfilarem de salto super alto, usar uma maquiagem forte e se enquadrar num padrão mais sexy", diz o Fontes.

Essa é a segunda empreitada dos irmãos que criaram um concurso destinado a adolescentes em 2010. Na época, eles batizaram de Miss Global Teen, com presença de garotas de várias partes do mundo. O concurso internacional chegou a ter uma segunda edição, mas foi descontinuado.

Henrique Fontes afirma que a ideia de criar o Miss Brasil CNB Teen surgiu há três anos e pode ajudar àquelas que, no futuro, desejarem participar da versão adulta do concurso. "Nosso objetivo é que elas passem por um processo de autoconhecimento, de confiança e que sigam o caminho que elas quiserem, de uma forma construtiva."

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil, Miss Universo, Miss Mundo e Mister Brasil. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias e comunicação corporativa.
Contato ou sugestões, acesse instagram.com/defaixaacoroa e facebook.com/defaixaacoroa

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem