De faixa a coroa

Campeã em concurso de beleza confirma título após ter coroa arrancada ao vivo

Pushpika De Silva foi apontada como divorciada em concurso para casadas

Pushpika De Silva Reuters

Concursos de beleza costumam ser repletos de protocolos e abraços emocionados, mas um deles acabou se tornando uma seção de constrangimento no Sri Lanka. Isso porque a vencedora Pushpika De Silva, 31, teve a coroa arrancada de sua cabeça pouco depois da coroação.

O episódio, no entanto, que aconteceu no último final de semana e viralizou graças às redes sociais, ganhou agora um novo desfecho. A organização do concurso apurou e concluiu que Pushpika De Silva tinha, sim, o direito de ostentar o título, e resolveu coroá-la novamente.

A confusão foi provocada pela antecessora de De Silva, Caroline Jurie. Ela interrompeu os acenos e sorrisos da colega e removeu ela mesma a coroa, entregando-a à segunda colocada. Ela justificou o ato afirmando que a então vencedora era divorciada, o que contraria as regras da competição.

O concurso Mrs. Sri Lanka, que é a etapa nacional do Mrs. Mundo, de fato exige que as competidoras sejam casadas, e Jurie se achou no direito de desapossar De Silva por ser, não apenas a vencedora nacional, mas também a campeã da etapa mundial, realizada em 2019, em Las Vegas (EUA).

O diretor nacional da etapa cingalesa, Chandimal Jayasinghe, afirmou à imprensa local que estava desapontado com Jurie e que a organização já estava apurando o caso. Agora, concluiu que a competidora é legalmente casada e, por isso, não havia qualquer impedimento a sua coroação.

De Silva, que chegou a ir ao hospital devido a ferimentos no couro cabeludo, já era conhecida por ter defendido o país há dez anos no Miss Mundo 2011, quando ainda era solteira. Na ocasião ela ficou entre as 30 finalistas, mas quem levou a melhor foi a venezuelana Ivian Sarcos.

Em suas redes sociais, De Silva explicou que vive fisicamente separada do marido, com quem tem um filho pequeno, por questões pessoais, mas que isso não significa que ela seja divorciada, e que legalmente ela tem um marido. A nova cerimônia deve oficializar mais uma vez sua vitória.

CASADA OU SOLTEIRA

Muito parecidos, mas também cheios de especificidades, os concursos de beleza podem ter regras bastante distintas mundo afora. Os mais conhecidos são os de categoria “miss”, palavra inglesa associada à mulher solteira, que em português pode ser traduzida para “senhorita”.

Mesmo que controversa, ser solteira é sim uma das regras principais para ser elegível a participar desse tipo de competição. Nesse grupo estão os dois maiores e mais conhecidos eventos do tipo em atuação atualmente, que são o Miss Universo e o Miss Mundo.

Entretanto, muitos outros concursos de beleza se baseiam em faixas etárias (caso das disputas infantis e adolescentes), etnias, ascendência, gênero, sexualidade e tantos outros grupos. Uma dessas categorias, inclusive, só aceita mulheres casadas, que é o caso do Mrs. Sri Lanka, cujo a sigla “mrs” pode ser traduzida como “senhora”.

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil, Miss Universo, Miss Mundo e Mister Brasil. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias e comunicação corporativa.
Contato ou sugestões, acesse instagram.com/defaixaacoroa e facebook.com/defaixaacoroa

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem