Zapping - Cristina Padiglione

Gabriel Leone estará em mais uma tela, além de Globo e Amazon Prime Video

Caso bem-sucedido de quem optou por ser independente, ator assina com a TV Cultura

Gabriel Leone é Felipe em 'Um Lugar ao Sol', novela das nove da Globo - Fabio Rocha/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Entre os nomes que ainda não aparecem nas chamadas da TV Cultura para 2022, poderia estar Gabriel Leone, atualmente no ar na novela das nove, "Um Lugar ao Sol", e envolvido com as gravações da 2ª temporada de "Dom", a série brasileira da Amazon Prime Video mais vista no mundo.

Ator que optou por ser independente, sem vínculo com nenhuma empresa, Leone é um dos casos mais bem-sucedidos desse modelo de contrato por obra certa que a Globo vem estendendo aos profissionais do ramo. Por anos a fio, a Globo foi a principal vitrine do país para atores e também abrigava um número bem maior do que hoje de contratos sob exclusividade.

Leone será D. Miguel, irmão de D. Pedro, na série sobre o bicentenário da Independência, que o diretor Luiz Fernando Carvalho vem produzindo para a TV Cultura. Responsável pelo grito às margens plácidas do Ipiranga, Pedro será vivido por Daniel de Oliveira. Os dois serão filhos de Antônio Fagundes, o D. João 6º, e Ilana Kaplan, a Carlota Joaquina da vez.

MULTITELAS

Enquanto interpreta o doce Felipe na trama de Lícia Manzo, par de Andréa Beltrão, Leone também assiste à estreia do tão aguardado "Eduardo e Mônica", filme de René Sampaio baseada na música de Renato Russo, que chega aos cinemas em 6 de janeiro.

Leo ne concilia a preparação para viver D. Miguel com as gravações que o colocam no papel de Pedro Dom --aliás, nome que vem da inversão de Dom Pedro, uma brincadeira de criança, segundo a série ficcional, que ele adota e leva adiante para a conturbada vida entre drogas e assaltos a residências de luxo no Rio--, na série "Dom", dirigida por Breno Silveira para a Amazon Prime Video.

A série sobre o bicentenário da Independência por Luiz Fernando Carvalho começa a ser gravada no primeiro trimestre do ano para estrear em setembro, nas comemorações do próximo 7 de setembro. A produção terá entre 13 e 16 episódios, duração ainda em fase de definição. O enredo inverte o ponto de vista sobre o episódio histórico, enxergando a visão dos colonizados, não dos colonizadores portugueses.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem