Cabelo, Make & Mais

Como escolher a base, cobrir manchas e mais dicas de Marietta Carter-Narcisse

Maquiadora de Hollywood revela truques de beleza para valorizar a pele

Marietta:Marietta Carter-Narcisse: a maquiadora de Hollywood divide alguns de seus valiosos segredos profissionais
Marietta Carter-Narcisse: a maquiadora de Hollywood divide alguns de seus valiosos segredos profissionais - Divulgação

Manchas? Olheiras? Vermelhidão? Colorido irregular? A maquiadora Marietta Carter-Narcisse --nascida em Barbados, mas com uma carreira de sucesso em Hollywood--  tem um arsenal de segredos para disfarçar esses problemas e deixar a pele impecável.

De passagem pelo Brasil para participar de uma série de palestras organizadas pela Avon, a especialista (que apresenta no currículo filmes e telefilmes como Malcon X, Ghost, Jackie Brown e Whitney) dividiu comigo alguns dos seus melhores truques.

E foi taxativa durante a entrevista: “Preparar e maquiar a pele é uma arte. Para executá-la bem, você precisa treinar muito e desenvolver a sensibilidade de perceber o que é supérfluo e o que é realmente necessário.” Confira as dicas que Marietta destacou durante nossa conversa:

Capriche no preparo

Limpe bem o rosto, tonifique, aplique um sérum de tratamento e depois um bom hidratante. Só aí dê início à maquiagem. Se pular esses passos, a base não terá boa aderência e poderá ficar irregular ou até desaparecer com o passar das horas.

Mas isso não significa que você deva passar inúmeros produtos, ficar sobrepondo um primer ao outro antes de entrar com a base. Na contramão da maioria dos maquiadores, Marietta assegura que boa parte dos primers é supérflua, e que um preparo bem feito já ajuda em tudo: na melhora do brilho natural, no disfarce dos poros, na regularização da textura. Um opinião, nos dias de hoje, bem polêmica. Mas, vinda dela, vale testar, não acha?

Tem rosácea? Escolha uma base avermelhada

Parece um conselho meio paradoxal, já que o sonho de toda mulher com rosácea – alteração que gera vermelhidão nas maçãs, no queixo e em outros pontos da face – é ter uma pele de cor neutra ou mais dourada. Mas Marietta jura que, ao escolher uma base com um subtom vermelho, você tira o foco desses pontos irregulares e consegue deixar o visual mais uniforme e também mais radiante. Para me convencer, parou a conversa para mostrar algumas fotos de antes e depois. Conseguiu, a tática realmente funciona!

Tome cuidado com o brilho!

Iluminadores podem ajudar a criar uma maquiagem maravilhosa, mas tome cuidado com eles se você irá a uma festa ou a um evento no qual haverá uma iluminação intensa (é formanda e está se preparando para a colação de grau, por exemplo). Sabe quando, no Oscar ou em um outro prêmio qualquer, uma atriz surge com um “glow” lindo no tapete vermelho mas, quando entra no palco, parece estar com a pele oleosa? A culpa é das luzes poderosas: reguladas para a transmissão de TV, elas são implacáveis com o brilho, fazendo com que o rosto ganhe um aspecto melado. Ou seja, se você vai enfrentar um ambiente com muita luz artificial, é mais inteligente utilizar o iluminador de maneira moderada. 

Use mais do que um tom de base

Essa dica é especialmente importante para peles morenas e negras, que costumam ser mais escuras nas bordas do rosto e na testa. Para maquiá-las, uma só base não basta: é preciso combinar dois, até mesmo três tons desse produto, de acordo com as nuances que se vê no rosto (todos devem ter o mesmo tipo de acabamento, é bom lembrar). Passo a passo indicado por Marietta:

1. coloque uma dose de cada tom necessário em uma paleta para maquiagem (os maquiadores profissionais costumam usar uma plaquinha de metal);
2. aplique, com um pincel ou com os dedos, cada cor selecionada na área correspondente do rosto. 
3. esfume, com pincel ou esponja de maquiagem (as em formato de gota são ótimas), os limites entre as cores, para que nenhuma marcação entre elas fique visível. E aí entra um último um truque: faça esse esfumado da parte de dentro do rosto para fora, o efeito final ficará mais luminoso.

Acerte na correção das olheiras

Sabe aquela história de que elas são anuladas com um corretivo mais claro? Esqueça. “Isso é um mito, um corretivo claro demais só vai realçar o fundo amarronzado ou arroxeado que existe nas pálpebras”, afirmou a maquiadora durante nossa conversa. Para Marietta, o correto é começar aplicando base em todo o rosto, inclusive sobre as olheiras; depois, passar um corretivo na mesma altura de tom do que ainda se visualiza da mancha (ele deve ser puxado para o laranja ou para o pêssego, para ajudar a esconder melhor o problema); por fim, deve-se retocar as pálpebras com uma leve camada de base, para igualar sua cor com a tonalidade da face. Fica perfeito, a especialista-estrela assegura.

Cabelo, make & mais

Maria Cecília Prado (@mceciliaprado) é jornalista especializada em beleza, lifestyle e consumo. Foi editora nas revistas "Elle", "Claudia" e "Estilo" e escreveu o livro a "Beleza dos Signos". Atua como consultora, desenvolve conteúdos customizados e coordena o site "Beauty Editor", referência em tendências, notícias de beleza e reviews de produtos.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias