Alexandre Orrico

BBB 21: 7 momentos de Juliette que justificam o primeiro lugar

Paraibana ficou R$ 1,5 milhão mais rica ao vencer reality show

Juliette prontíssima para a final - Instagram/fasjuliette

Para a surpresa de ninguém, na noite desta terça Juliette ficou R$ 1,5 milhão mais rica ao ser anunciada a campeã do BBB 21 (Globo), com 90,15% dos votos.

Para tentar ficar menos chateado com esse pódio, que excluiu injustamente Gil do Vigor, o protagonista da edição, fui atrás dos melhores momentos da paraibana.

E ela tem realmente alguns muito bons. Aqui estão sete deles (veja abaixo os vídeos):

1 - BONECO ASSASSINO

Juliette mostrou que sabe rir de si mesma ao narrar o próprio parto. Disse que todo mundo estranhou quando ela nasceu, porque já chegou ao mundo com os olhos bem arregalados, parecendo um "boneco assassino".

2 - PIU PIU

Viih Tube não se conformou com o nome que Juliette dá para seu órgão sexual: piu piu. "Meu Deus, esse nome não dá pra mim. Piu piu é pinto", riu Viih. "Amiga, é pipi", insistiu a advogada. "Amiga, não, piu piu é vagina", insistiu.

3 - RAINHA DO DEBOCHE

É bom demais ver como Juliette se divertiu com o choro preocupado de Viih ao ver que Carla Diaz havia voltado de um paredão falso.

4 - DONA FÁTIMA

Em 8 de março, no Dia da Mulher, foi emocionante demais a descrição da relação de Juliette com a mãe, Fátima, uma mulher que trabalha desde os 8 anos, já foi até auxiliar de pedreiro e juntou dinheiro cortando cabelo por 20 anos até comprar a primeira casa. Hoje em dia Juliette a ensina a ler e escrever.

5 - SANDUÍCHE DE SÃO JOÃO

Uma das provas pedia que os participantes montassem sanduíches e explicassem a ideia por trás deles. Se o de Juliette já estava difícil de entender, piorou com a explicação: "No meu sanduíche eu quis fazer uma bandeira de São João, as cores do Brasil, o ovo que é o ovo e a mortadela".

6 - BATEÇÃO DE CABELO

Quando Gil disse que queria se montar de drag queen para uma festa, Juliette deu para ele uma aula de bateção de cabelo: "Trava a perna e faz o oito".

7 - O AMOR É MAIOR

E aqui, quando Gilberto teve medo de não ser aceito pela família, Juliette o confortou: “O amor, Gil, ultrapassa qualquer preconceito, qualquer cultura. Tudo. Sua família ama você, o amor é maior que qualquer padrão. Eles vão te abraçar e amar do jeitinho que você é”.

Alexandre Orrico

Foi repórter e editor da seção de tecnologia da Folha entre 2009 e 2015. Colaborador da Folha, hoje trabalha para a ICFJ (International Center for Journalists) e edita o Núcleo Jornalismo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem