Alexandre Orrico

BBB 21: Está cada vez mais difícil de torcer para Gilberto

A transformação de Gil do Vigor em Gil da Neurose

Após mudança de visual, Gilberto reflete sobre eliminação de Sarah Andrade
Gilberto Nogueira - Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Dói dizer, mas está cada vez mais difícil torcer para Gilberto Nogueira, 29. Carisma não falta ao economista, uma verdadeira usina de entretenimento. Notório fã de Big Brother Brasil 21, sabe fazer VT. Num dia dança Britney Spears até o chão, grita a plenos pulmões que está indignado. Chora, ri, briga, diz que Deus fala com ele na hora das provas. Fácil de gostar.

Mas a volta do último paredão não deu o vigor que o pernambucano precisa e o Gil da cachorrada vem, cada vez mais, dando lugar a um Gil neurótico e confuso. Tem feito alianças com as pessoas mais erradas que sobraram dentro da casa, como o ator e cantor Fiuk, 30, e Caio Afiune, 32, e virou um alvo fácil para outros participantes.

Gilberto parece não acreditar em si mesmo e perde tempo tentando adivinhar as dinâmicas de votação. Tem a certeza de que todo paredão é falso e fica procurando pistas e recados subliminares no cenário e em discursos de Tiago Leifert.

Sobrou para Juliette Freire, 31, tentar acalmar o coração paranoico de nosso economista, que quase não conseguiu curtir a última festa, ocupado com teorias. Está encafifado que Thaís Braz, 27, vai retornar e tem torrado o saco de todo mundo com essa e outras teorias da conspiração. Ele mesmo sabe que está passando do ponto, mas não consegue evitar.

Resta acreditar que Gil sairá mais forte de tudo isso, pois outro paredão vem aí. Dificilmente escapará de ser indicado pela líder Viih Tube, 20, que tem direito a dois votos no próximo domingo (18). Quando retornar, a melhor chance de Gilberto é se reaproximar de Juliette (para o desespero da torcida de ambos).

Alexandre Orrico

Foi repórter e editor da seção de tecnologia da Folha entre 2009 e 2015. Colaborador da Folha, hoje trabalha para a ICFJ (International Center for Journalists) e edita o Núcleo Jornalismo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem