Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Roteirista de 'Law & Order' é demitido após ameaçar manifestantes dos EUA com rifle

Dick Wolf, produtor da série, anunciou a demissão nas redes sociais

Craig Gore,roteirista de "Law & Order", faz ameaça com rifle em suas redes sociais
Craig Gore,roteirista de "Law & Order", faz ameaça com rifle em suas redes sociais - Facebook/Craig Gore
São Paulo

Craig Gore, roteirista que participava das produções da série "Law & Order", transmitida pelo canal norte-americano NBC, foi demitido após ameaçar em sua rede social manifestantes que estão tomando conta do país com a onda de protestos contra o racismo.

O roteirista posou com um rifle e a seguinte legenda: "toque de recolher". Nos comentários da publicação, Gore comentou sobre os saques que estavam acontecendo em seu bairro, na região de Los Angeles. "Você acha que eu não vou atirar em desgraçados tentando ferrar com a propriedade pela qual trabalhei a vida inteira? Pense de novo", escreveu.

Não demorou muito para que Dick Wolf, criador e produtor de "Law & Order", se manifestasse nas redes sociais. "Não vou tolerar essa conduta, especialmente durante nossa hora de luto nacional", afirmou através do Twitter. Wolf também declarou ter demitido Craig Gore imediatamente.

De acordo com a revista Variety, as publicações de Gore, que já trabalhou nas séries "S.W.A.T." e "Chicago P.D.", repercutiram após o comediante Drew Janda postar em seu Twitter. A partir daí, internautas e fãs da produção questionaram Dick Wolf.

As manifestações nos EUA continuam após uma semana da morte de George Floyd, um ex-segurança negro morto em Minneapolis pelo policial Derek Chauvin, que o matou por "asfixia mecânica”, ao se ajoelhar em seu pescoço, onde permaneceu por cerca de sete minutos.

Ao menos 70 cidades do país ficaram em chamas por protestantes que pedem o fim da violência policial e o racismo estrutural. A hashtag #BlackLiveMatters (em português "vidas negras importam"), também toma conta das redes sociais. Celebridades, autoridades, e internautas reivindicam a causa.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem