Cinema e Séries

Sabrina Sato estará em série de zumbis da Netflix: 'Reality Z'

Programa é adaptação brasileira de série do mesmo criador de 'Black Mirror'

Cláudio Torres, Sabrina Sato, Ted Sarandos - Netflix
Com produção da Conspiração Filmes, o diretor Cláudio Torres assina "Reality Z", versão brasileira da britânica "Dead Set", de zumbis, com a apresentadora Sabrina Sato, ao lado do CCO da Netflix Ted Sarandos - Crédito da foto: Suzanna Tierie / Netflix
São Paulo

A Netflix anunciou nesta quarta-feira (24), durante painel de encerramento do Rio Creative Conference, que terá seu primeiro programa brasileiro de zumbis, o "Reality Z".

Com terror, humor e referências da cultura pop, a série prevista para 2020 terá cinco episódios narrando um apocalipse zumbi que aprisiona participantes e funcionários de um reality show, chamado Olimpo. O estúdio acaba se tornando um abrigo para aqueles que buscam salvação no caótico Rio de Janeiro.

Além da narrativa, chama a atenção o elenco: Sabrina Sato fará uma participação especial na trama, que terá ainda Guilherme Weber, Ana Hartmann, Emilio de Mello, Carla Ribas, Luellem de Castro, Ravel Andrade e Jesus Luz.

A nova produção será baseada na britânica "Dead Set", criada por Charlie Brooker (criador da série "Black Mirror"). A adaptação fica a cargo do diretor vencedor de Emmy, roteirista e produtor Cláudio Torres, que divide a direção com Rordrigo Monte e o roteiro com João Costa. Essa também é a primeira colaboração entre a Netflix e a produtora independente Conspiração. ​

"É fascinante ver como Torres repensou o show, ambientado numa cidade tão icônica como o Rio de Janeiro e explorando a cultura pop do Brasil de maneira tão astuta", disse Brooker, que está no Brasil para a Rio Creative Conference e pôde conhecer o set de filmagem da nova série. "Um evento realmente especial para fãs de horror em todo o mundo", acrescenta Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix.

"Meu desafio foi transformar uma minissérie antológica de cinco episódios em uma série que pudesse ter múltiplas temporadas, sem perder o espírito, o humor e a crítica social que Charlie criou no 'Dead Set' original. Para um fã do cinema fantástico, realizar a primeira série zumbi brasileira é um presente que a Netflix está me dando", diz Cláudio.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias