Carnaval

Mateus Solano diz que será Laranja no desfile da São Clemente no Rio

Ator veio ao Anhembi, pela primeira vez, para ver os desfiles de São Paulo

Mateus Solano e Leci Brandão no Carnaval de São Paulo
Mateus Solano e Leci Brandão no Carnaval de São Paulo - AgNews
São Paulo

Mateus Solano deu uma escapulida do teatro para acompanhar um pouco do desfile das escolas de samba no Carnaval de São Paulo na noite deste sábado (22).

Ele está em cartaz com a peça “O Mistério de Irma Vap” ao lado de Luís Miranda no Teatro Porto Seguro. Solano diz que esta é a primeira vez que vem ao Anhembi para assistir ao desfile e que prefere acompanhar de casa.

“Gosto de ficar em casa acompanhando pela televisão, costumo ir mais ao Desfile das Campeãs”, diz o ator, que será um dos destaque de uma alegoria da São Clemente.

A agremiação da zona sul carioca traz o samba-enredo “O Conto do Vigário”, que tem entre seus compositores Marcelo Adnet, de quem é amigo.

Solano afirma que recebeu o convite do humorista para desfilar neste ano na São Clemente. “Fui aos ensaios e a competição pela escola do samba-enredo foi acirrada, mas ele [Adnet] está ali pelo talento dele.”

 

O ator não deu detalhes de como será sua participação na São Clemente, mas disse que irá de Laranja, uma referência às pessoas que, ingenuamente ou não, têm seus nomes usados em fraudes financeiras de cujos ganhos se beneficiam pouco ou nada.

A escola de Botafogo, que desfila na noite de segunda (24), vai revisitar a história do Brasil, contando as “malandragens e trambiques”. Além de Solano como Laranja, a agremiação também trará Marcos Veras como um fazendeiro que adquiriu um terreno na Lua, Eduardo Sterblitch como vigarista que vende os “lotes lunares” e Welder Rodrigues como pastor vigarista, além de Adnet representando a figura do Presidente da República.

Questionado se tem predileção por alguma escola de São Paulo ou do Rio de Janeiro, Solano diz que não tem nenhuma. “Digo que sou Beija-Flor, mas é só por um costume mesmo. Eu torço mesmo por todas as escolas e pela alegria do Carnaval.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem