Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Ezra Miller hospeda mãe com três filhos em fazenda com armas

Mulher diz que ator está fugindo de ex-marido violento

Ezra Miller - Instagram/imezramiller
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator Ezra Miller, 29, que interpreta o herói Flash nos filmes da DC, está hospedando desde abril uma mãe de 25 anos com seus três filhos pequenos em uma fazenda em Stamford, no estado de Vermont, nos Estados Unidos, segundo a Rolling Stone. O problema é que ele está envolvido em uma série de polêmicas que incluem agressão e prisão após brigas no Havaí, segundo o site Havaii News Now.

A mãe das crianças, que não teve o nome divulgado, afirmou ao site que o ator a ajudou a fugir de um ex marido violento e abusivo –há registros de violência contra o homem. Segundo ela, Miller conseguiu um espaço seguro para as três crianças pequenas.

Fontes ouvidas pelo site disseram que o ambiente não é seguro porque as armas ficam espalhadas e o ator consome drogas na frente das crianças. A mulher rebateu as acusações dizendo que a fazenda do ator tem sido um paraíso curativo para ela e os filhos. Ela disse que Miller tem armas para autodefesa, mas elas estão guardadas em uma parte da casa que as crianças nunca vão.

A situação preocupa o pai das crianças que acredita que elas não estão seguras na fazenda do ator. Ele nega as acusações de agressão feitas pela ex-mulher e alega que não tem visto os filhos desde abril. Segundo ele, a ex-mulher levou as crianças para o local sem o seu consentimento.

A Rolling Stone teve acesso às mensagens trocadas entre o pai da criança e uma assistente social, que afirmou ter visitado a casa no dia 16 de maio. Ela disse que as crianças parecem bem e que tinha mais trabalho para fazer.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem