Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Ed Sheeran recebe indenização após ser absolvido de plágio

Valor será usado para cobrir suas custas judiciais depois de vencer batalha legal

Cantor Ed Sheeran cantando no Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth
Cantor Ed Sheeran cantando no Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth - Hannah McKay, 5 jun. 2022/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo
AFP

O pop star britânico Ed Sheeran, 31, recebeu mais de US$ 1.125 milhão (cerca de R$ 5,8 milhões) em indenização nesta terça-feira (21) para cobrir suas custas judiciais depois de vencer uma batalha legal com compositores que o acusaram de plágio.

No início de abril, o Supremo Tribunal de Londres concordou com o cantor, ao final de um julgamento que considerou emblemático das práticas abusivas que assolam a indústria da música.

Na opinião do tribunal, Sheeran não copiou "deliberadamente" ou "inconscientemente" parte da melodia da música "Oh Why" (2015), composta por Sami Chokri e Ross O'Donoghue, para sua "Shape of You", uma das músicas mais ouvidas do mundo.

Em uma decisão complementar emitida nesta terça, o juiz Antony Zacaroli decidiu que os demandantes deveriam pagar as custas judiciais. Durante o julgamento, que durou dez dias em março, foram tocadas as duas músicas e, por engano, um trecho de uma música inédita de Ed Sheeran.

O artista negou ter "emprestado" ideias de compositores menos conhecidos, enquanto o advogado dos queixosos, embora reconhecendo seu "gênio", o acusou de ser "uma pega", um pássaro muitas vezes caracterizado como ladrão.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem