Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Camila Loures pede desculpas ao motorista após polêmica: 'Não fui arrogante'

Influenciadora diz que aprendeu com a situação e não deveria ter exposto perfil

Camila Loures - Instagram/camilaloures
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A influenciadora digital Camila Loures, 27, usou seu perfil no Instagram na noite desta quinta-feira (19) para falar sobre a polêmica envolvendo um motorista do aplicativo Uber. No início da semana, ela afirmou ter sido expulsa de um carro após pedir ao motorista que subisse os vidros, pois estava frio em São Paulo.

"Galera já está criando outras coisas e vim esclarecer. Primeiramente, o motorista não foi afastado do aplicativo. Quando eu e minha equipe procuramos a Uber, a gente deixou bem claro que não era esse o intuito", começou ela em seus Stories.

"Foi uma situação chata que eu nunca tinha vivido. Eu não fui arrogante. Ainda brinquei: 'está nevando em São Paulo. Tem como fechar o vidro, porque está ventando na minha cara'. Ele falou: 'protocolos da Covid. Vou parar o carro e você pega outro'. Aí eu disse: 'moço, não precisa. Pode seguir, então'. Aí ele parou o carro e falou: 'sai do meu carro'", relembrou ela sobre o incidente.

"Não fui arrogante hora nenhuma. De qualquer forma não deveria ter exposto ele. Me desculpa, motorista. Me desculpa todos que se sentiram ofendidos com isso. Na hora fiquei realmente assustada e depois que vi que não era assim que resolvia, eu apaguei, não deu nem 10 minutos de Stories. Foi só um desabafo."

Loures finalizou os registros dizendo que aprendeu muito com a situação e pediu desculpas novamente. O assunto tomou grandes proporções nas redes sociais e o nome da criadora de conteúdo chegou a ficar entre os assuntos mais comentados do Twitter nesta quinta.

Procurada pelo F5 na terça-feira (18), dia do incidente, a Uber disse que orienta todos os seus parceiros e usuários para que sigam o que determinam as normas e autoridades locais com relação à pandemia e que cada um deve respeitar as preferências individuais do outro.

A empresa não cita se houve algum entendimento com Loures nem se conversou com o motorista em questão, apenas que espera que motoristas parceiros e usuários não se envolvam em brigas e discussões.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem